quarta-feira, 30 de novembro de 2016

As tragédias nos mostram o quanto somos frágeis

 


 Postado por Mariano Siqueira

O acidente aéreo que matou jogadores da Chapecoense e outras pessoas ligadas ao clube, mas também jornalistas e tripulantes que seguiam no voo com destino à Colômbia, deixou todo o Brasil de luto e o mundo perplexo.
 Trata-se da maior tragédia já ocorrida com atletas de uma mesma agremiação esportiva.
 O "mundo" do futebol, principalmente, irá demorar muito para administrar a fatalidade.
 É claro que os familiares daqueles que se foram, certamente irão sofrer mais ainda, tendo em vista as perdas irreparáveis.
 No entanto, situação dessa grandeza, também deixa-nos emocionalmente abalados.
 Afinal, não passamos de "pó e cinza" que o vento carrega.
 Em verdade, enquanto aqui estivermos, estamos sujeitos a morrermos também de maneira trágica.
 Não importa se agnósticos, ateus ou crentes, acidentes não escolhem pessoas.
 Quanto àqueles que querem culpar a Deus por causa das duras perdas que nos acontecem na terra, estão totalmente errados.
 O Grande General jamais comete injustiças!
 Agora, o homem quando quebrou o pacto com seu Criador no Jardim do Éden ( Gênesis 3 ), aí sim, é que trouxe toda a sorte de miséria à raça humana.
 Trata-se da lei da colheita ( Gálatas 6.7 ).
 Do nosso ponto de vista, não devemos nos preocupar de que modo morreremos, mas sim, como estaremos no momento da partida rumo à eternidade!
 Portanto, aproveitamos a oportunidade para continuarmos orando pelas famílias enlutadas.

 Em Cristo

Texto de Tadeu de Araújo  

Postado: 30 de novembro de 2016

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More