“Infância em Risco” é tema do Culto de Missões na AD Bebedouro

Em razão do mês das crianças, o Departamento de Evangelismo e Missões da Assembleia de Deus em Bebedouro (DEMADB), dirigida pelo o pastor Luciano de Aquino, escolheu o tema Infância em Risco para conscientizar os...

Pastor americano está preso há um ano na Turquia

O pastor americano Andrew Brunson está há um ano preso na Turquia. As acusações contra ele não são claras, mas recentemente o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan, confirmou publicamente que...

Pastor Aldo Ferreira empossa novo dirigente em Honduras

Louvo a Deus por mais uma grande vitória da parte do Senhor Jesus Cristo, pois no dia 11 de outubro do corrente ano, dei posse ao diácono Jorge Alberto Lagos e sua digníssima esposa irmã Martha Guadalupe...

Pr. José Orisvaldo Nunes: “Nós temos os lombos cingidos para trabalhar na Obra de Deus!”

Muitos louvores de adoração a Deus abriram o culto de doutrina desta terça-feira (10) no templo-sede da Assembleia de Deus em Alagoas com a participação do Departamento de Senhoras Vasos de...

A Rede Globo é a Matriz da depravação brasileira

A Rede Globo ainda, infelizmente, supera as demais emissoras no tocante à aceitação junto à população. A sua programação, com raríssimas exceções, tem como objetivo principal, destruir a...

Aprovada lei que regula construção e reforma de igrejas

Um comitê do gabinete do governo se reuniu na última segunda-feira para começar a trabalhar na legalização de igrejas sem licença. A reunião seguiu-se à aprovação de uma lei que regula a construção e...

domingo, 22 de junho de 2014

Há ídolos no meio evangélico?

Ídolos Evangélico


Quando Deus tirou o seu povo do Egito, depois de viver escravo de Faraó por 430 anos ( Êxodo 12.40,41), o mesmo estava contaminado pela idolatria, tendo em vista a convivência com os deuses estranhos, tanto dos egípcios quanto dos cananeus. Assim sendo, o Altíssimo deixara a advertência em relação aos ídolos ( Êxodo 20.3-5).

 É bom dizemos àqueles que ainda não sabem, a Igreja Católica Romana ainda não existia.
 Pois a mesma surgiu no Século lll, d.C.
 A mencionada Instituição, porém, também criou seus "deuses".
 Aliás, a rigor, o que vem a ser um ídolo? "Qualquer figura, imagem, estátua usada como objeto de culto ou adoração, pessoa que é extremamente admirado...".
 Por isso, pode ser um ser vivo ou não! No mundo em que vivemos, mais do que nunca, a substituição do Deus de Israel, por seres que não devem ser venerados, é coisa absurda.
 Cantores, jogadores, atores, bandas e outros são "cultuados".
 Em verdade, não bastasse o péssimo exemplo lá de fora, infelizmente, o segmento evangélico também já está contaminado por esse vírus infernal.
 Cantores gospel, bandas, pastores popstar e outros que estão no comando de nossas Igrejas, querem ser "adorados".
 É claro que entre os grupos citados, graças a Deus, há os que não admitem tal prática.
 Ora, é bom nunca esquecermos a citação de Isaías 42.8.
 Portanto, estejamos vigilantes ( 1 João 5.21).

 Em Cristo,

 Tadeu de Araújo

Postado em 22 de junho de 2014

Festas Juninas e os Evangélicos!

 SEM JOÃO E SEM JESUS


No mês de junho já é tradição em nosso calendário os festejos juninos.

 A Igreja Católica Romana homenageia três personagens: Santo Antonio, São João e São Pedro.
 Nas capitais e nos interiores, palhações são construídos para receberem, não somente as quadrilhas que se apresentam, mas também o público que vai prestigiar.
 O casamento matuto é por demais aguardado.
 No tocante à música, o forró-pé- de serra é o mais tocado.
 Se se trata de festa, não devem faltar as bebidas alcoólicas, principalmente, o famoso "quentão".
 Na ocasião, a comelança é grande: milho assado, pamonha, canjica e outras iguarias típicas da época.
 No entanto, os fogos de grande potência, infelizmente, são causadores de queimaduras, mutilações e óbitos durante as comemorações.
 Assim sendo, muitas famílias contabilizam a dor.
 Agora, eis a pergunta: os evangélicos devem participar dos festejos? Leiam, releiam, mas, acima de tudo, retenham: 1 Coríntios 10.23.
 E quanto as comidas, devemos abster-se? Ora, se a fazemos em nossas casas, qual é o pecado? Não vemos nenhum.
 Distintos irmãos, pelo menos evitemos assar milhos nas fogueiras, pois aí é passar, a nosso ver, dos limites.
 Não esqueçamos da recomendação: Mateus 5.13-16.

 Em Cristo,

 Tadeu de Araújo

Postado em 22 de junho de 2014

Bajulados, bajuladores e respeitadores!


Bajuladores


Enquanto o mundo existir, os três grupos citados sempre estarão presentes.

 Aliás, quer no meio secular, quer no ambiente religioso.
 A grande maioria dos que estão comandando, gosta de ser paparicado.
 E, para isso, não lhe falta um fiel público: o dos bajuladores.
 Em verdade, todos os que assim procedem, são lambe-botas, capachos e subservientes.
 O que, a nosso ver, falta vergonha ou capacidade nesse pessoal, que chega a se submeter ao ridículo.
 No entanto, aqueles que não se submetem a essa baixaria, apenas são cumpridores, exclusivamente, de suas obrigações, fazem a diferença, no mundo de interesses diversos.
 "Há uma grande incompatibilidade entre o que adula e o que respeita: o que adula não respeita, e o que respeita não adula".
 Portanto, em que grupo você se encontra?

 Tadeu de Araújo

Postado em 22 de junho de 2014

sábado, 21 de junho de 2014

Obreiros e familiares se despedem de Romão Machado

Tristeza


Pai do pastor Severino Machado morreu dia 17 de abril em Campestre

 Morreu aos 97 anos o irmão Romão Machado, pai do pastor Severino Machado. Amado por familiares e pela igreja em Campestre, o irmão Romão era conhecido por sua índole e por seu amor a obra de Deus. Ele aceitou a Jesus como Salvador na sua juventude. Ele serviu ao Senhor durante 62 anos.

 Romão deixou um legado digno de ser imitado. A cerimônia de seu sepultamento contou com a presença de vários ministros da Comadal, que foram prestar solidariedade a família enlutada.

 Entre os presentes: o pastor Severino Rodrigues, segundo vice-presidente da igreja em Alagoas; o pastor Ederaldo Domingos, o deputado estadual Jota Cavalcante, o prefeito da cidade de Jundiá, o prefeito de Campestre, vereadores e secretários.

Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 21 de junho de 2014

Como o evangelho transformou a China

CHINA


Há alguns anos, o teólogo Dietrich Bonhoeffer afirmou: "A Igreja somente é Igreja quando existe para os outros". Quando uma igreja local existe para abençoar não somente os cristãos que a compõe, mas também a comunidade ao seu redor, o seu propósito e foco é cumprido

 A Igreja na China tem visto um crescimento significativo nas últimas décadas. Mas, antes desse período, o país era um dos locais menos receptivos ao evangelho. Agora, graças à fidelidade e à ousadia da Igreja em existir para os outros, temos testemunhado muitas mudanças por todo o país e a esperança do evangelho tem se espalhado e alcançado muitos chineses.

 Alguns membros da equipe Portas Abertas estão na China e queriam compartilhar com você relatos sobre como Deus tem trabalhado nesse país.

Dia 2
 "Hoje visitamos uma igreja doméstica. Mais de 800 cristãos desfrutaram da adoração e da pregação sobre Gênesis 12. Jovens estavam ativos orando, liderando o louvor, compartilhavam seus testemunhos e pregavam a Palavra. Um estudante viajou uma hora para participar do culto. Ele trouxe outros para que ouvissem sobre Jesus e sua obra na cruz.

 Uma senhora do nordeste da China também veio e tinha algumas perguntas sobre cura. Um pastor de uma região muçulmana nos encorajou, compartilhando que milhares de ex-muçulmanos estão agora seguindo a Jesus por toda a China. Eles se encontram em grupos, mas não têm prédios de igrejas. Eles treinam esses cristãos para evangelizar com cuidado.

 Um homem que aceitou a verdade do Evangelho compartilhou-a com dez famílias que terminaram por seguir a Cristo, também por causa de seu testemunho. O Senhor está de fato erguendo sua Igreja entre os chineses [da etnia] Han e as minorias!"

Dia 3
 "Hoje esperamos aprender sobre as mudanças políticas recentes no país e o que isso significa para a Igreja. Desde que as igrejas domésticas mantêm-se discretas, sem muitos membros e nenhum contato com estrangeiros, elas têm espaço para funcionar. Elas também não são consideradas uma seita, uma vez que o governo compreende melhor quem são.

 Durante algumas entrevistas, foi relatado que pastores e policiais tornaram-se até mesmo amigos. Um cristão mencionou que sua igreja começara com sete membros em 1999 e hoje tem mais de mil. Agora eles se preocupam onde se reunir, pois o aluguel pode ficar muito caro. Um contato de Portas Abertas nos contou que, nos anos anteriores, distribuiu mais de 200 mil Bíblias e livros por toda a China.

 Ela compartilhou como Deus a abençoara através disso. Seus contatos ainda pedem literatura grátis porque não sabem que esses mesmos livros estão disponíveis agora em lojas locais por preços baixos. Entre todas suas atividades, ela também apoia dois seminários bíblicos e um ministério voltado para os refugiados norte-coreanos. Vimos hoje prova da grande dedicação para com a Igreja e para com aqueles em necessidade."

 A China vem de um longo caminho, no qual os cristãos já sofreram muito mais com a perseguição religiosa, comparando a situação hoje a décadas passadas. Em 2014, o país ainda figura como o número 37 da  Classificação da Perseguição Religiosa

 Ore pela China e pelos cristãos chineses. Ore também pela Igreja brasileira. Para que todos nós, como membros do mesmo Corpo, possamos "existir para os outros" e busquemos a honra de Deus em todas as coisas.

Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 21 de junho de 2014

Minoria cristã do norte do Mali se preocupa com ataques

MALI



Novos combates e reocupação de um número de cidades no norte do Mali por grupos tuaregues armados renovou o sentimento de ansiedade e apreensão entre a minoria cristã da região


 Em 21 de maio, uma coalizão de rebeldes tuaregues invadiu o território das forças do exército do Mali após um intenso combate pelo controle de Kidal, uma das maiores cidades do norte do país. O Escritório da ONU para Coordenação de Assuntos Humanitários afirma que cerca de 4 mil pessoas foram deslocadas por causa da violência.

 O conflito seguiu a visita, em 17 de maio, do primeiro-ministro do Mali, Moussa Mara, para Kidal. Mara é uma figura significativa para os esforços separatistas tuaregues.

 Há relatos de que combatentes tuaregues também tomaram o controle das cidades de Meneka, Aguelhok, Anefis e Tessalit, ao longo do norte do país.

 Em 23 de maio, rebeldes concordaram com um cessar-fogo intermediado por Mohamed Ould Abdel Aziz, presidente da União Africana.

 O conflito é um poderoso lembrete da violência separatista tuaregue, que precipitou um golpe do governo nacional. Por quase um ano, grupos armados islâmicos governaram o norte, proibindo outras religiões e saqueando igrejas e outras casas de culto. Milhares de pessoas, incluindo muitos cristãos, fugiram para o sul do Mali ou para países vizinhos, como Nigéria e Burkina Faso.

 Para o pastor Mohamed Ag Moussa Yattara, é como se a história estivesse se repetindo. Ele se lembra do dia, em abril de 2012, quando  Timbuktu, uma importante capital regional do norte, caiu nas mãos dos rebeldes.

 Conforme a ameaça se intensificou, Yattara organizou a fuga de 100 membros de sua igreja. Ele mais tarde conseguiu chegar a Bamako, a capital do país, após uma viagem de 700 quilômetros por vários meios de transporte e a pé. Em janeiro de 2013, tropas francesas retomaram o controle da região.

 "Na cidade de Aguelhok, no extremo nordeste, lar de cerca de 30 cristãos, a maioria deles militares, a situação é preocupante", contou o pastor Samuel Guindo ao World Watch Monitor. ''Esta comunidade é liderada por um oficial do exército. Eles se reúnem todos os domingos no acampamento. No mês passado, nós enviamos a eles 24 exemplares de Bíblias em francês e alguns hinos. Mas nós descobrimos que os quartéis estão cercados por rebeldes tuaregues, e teme-se que eles possam enfrentar uma escassez de alimentos em breve.''

 Situada perto da fronteira da Argélia, Aguelhok tem uma forte ligação com a rebelião, por ser o local onde cerca de 100 soldados desarmados do Mali foram mortos, em janeiro de 2012, por rebeldes tuaregues e militantes suspeitos de estarem ligados à Al Qaeda.

 Em 2013, o Mali foi classificado como o sétimo país onde os cristãos são mais perseguidos. Em 2014, ele apareceu na 33ª posição da  Classificação da Perseguição Religiosa.


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 21 de junho de 2014

A Igreja Perseguida e o Dia Mundial do Refugiado

IRAQUE



Nos últimos dias, centenas de cristãos iraquianos foram obrigados a fugir de suas casas. Extremistas islâmicos tomaram conta da parte norte do país, onde os poucos cristãos restantes vivem

 Em 2003, havia um milhão de cristãos no Iraque, hoje existem menos de 345 mil. Recentemente, outras centenas de famílias cristãs foram obrigadas a fugir devido à violência. A crescente influência do islamismo radical foi responsável pelo aumento de ataques especificamente contra os cristãos.

 Esses irmãos iraquianos estão se juntando às fileiras dos inúmeros refugiados cristãos de países como República-Centro Africana, Síria e Coreia do Norte.

 Muitos desses cristãos foram forçados a mudar de vida e não têm nada além das roupas que puderam carregar. Algumas mulheres refugiadas, como as da República-Centro Africana, têm sido vítimas de estupro porque não têm um lugar seguro para ficar.

 Nos últimos anos, a Portas Abertas tem apoiado refugiados em suas necessidades físicas, emocionais e espirituais. São irmãos do Iraque, da Síria e de outras nações onde os cristãos precisam deixar suas casas e comunidades.

 Hoje, Dia Mundial do Refugiado, ore pelos nossos irmãos, para que eles sejam fortalecidos e encorajados a permanecer firme. Abençoe-os em oração, para que lhes sejam providas não somente as necessidades físicas, mas também lhes sirva como um lembrete de que o Corpo de Cristo em todo o mundo não se esqueceu deles.

 Leia também

 Cristãos malaios são refugiados em seu próprio país
Violência obriga cristãos a deixarem cidade do Iraque
 Uma refugiada em seu próprio país

Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 21 de junho de 2014

5 maneiras de ajudar os cristãos refugiados

INTERNACIONAL


O Dia Mundial do Refugiado é nesta sexta-feira, 20 de junho. Junte-se à Portas Abertas para fortalecer os cristãos que, por causa da perseguição, são obrigados a deixar suas casas e comunidades para viver como refugiados, às vezes em seu próprio país

 1. Divulgue
O Dia Mundial dos Refugiados foi criado em 2000 pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de aumentar a sensibilização pelas pessoas obrigadas a se deslocar de sua região e as que ficam sem Estado, espalhadas pelo mundo devido a conflitos e situações extremas que as obrigam a fugir.

 A Portas Abertas está trabalhando com cristãos refugiados de países como a República-Centro Africana, Síria e Coreia do Norte. Diariamente, o  site da Portas Abertas é atualizado com notícias da perseguição religiosa nessas nações e ao redor do mundo. Compartilhe nas redes sociais e ajude a conscientizar a Igreja brasileira acerca das necessidades desses irmãos.

2. Ore
Muitos cristãos que vivem sob perseguição relatam que as orações de irmãos ao redor do mundo têm sido o sustento que os faz permanecer firmes. Esse é também o primeiro pedido que, em geral, fazem à Portas Abertas: a mobilização de igrejas e irmãos que orem em favor da Igreja Perseguida. Ao  assinar a revista da Portas Abertas, você tem acesso ao "Vamos Orar" um encarte que traz pedidos e motivos diários de oração pelos cristãos perseguidos.

3. Defenda
 Seja uma voz em prol da Igreja Perseguida. Organize reuniões para contar sobre as pessoas que foram forçadas a deixar suas casas, cidades e países. Compartilhe suas histórias com amigos, familiares e líderes políticos.

 4. Encoraje
 A partir de um gesto bem simples você pode levar ânimo e força a cristãos em diversas partes do mundo. Escreva cartas de encorajamento para as famílias que perderam suas casas, mostrando aos nossos irmãos que eles não estão sozinhos.

 5. Doe
Nos últimos anos e, através do apoio de parceiros, a Portas Abertas tem ajudado refugiados em suas necessidades físicas, emocionais e espirituais. São irmãos do Iraque, da Síria e de outras nações onde os cristãos são forçados a deixar suas casas. Participe!


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 21 de junho de 2014

Situação de violência se agrava no Iraque

IRAQUE


Nos últimos dias, centenas de famílias cristãs têm fugido de suas casas no Iraque. Pelo menos uma igreja assíria em Mosul foi incendiada na recente onda de violência. Os cristãos se sentem particularmente vulneráveis


 Enquanto o norte do Iraque tem se tornado um lugar cada vez mais perigoso para os cristãos, aqueles que decidem fugir para a região curda são agora considerados refugiados dentro do próprio país.

 Como refugiados, eles enfrentam altas taxas de desemprego e habitação inadequada, além de dificuldade em encontrar escolaridade (especialmente universidade) para os filhos, assistência médica inadequada e racionamento de alimentos, devido a problemas de registro e discriminação.

 O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon disse ontem (17) que um risco real de violência sectária no Iraque pode ultrapassar as fronteiras no país.

 "Estou muito preocupado com a rápida deterioração da segurança no Iraque", disse o secretário-geral da ONU em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (17) em Genebra, na Suíça.

 Ban Ki-moon pediu aos líderes políticos e religiosos iraquianos que se unam para evitar atos de represália, como os que têm sido denunciados sobre execuções sumárias de centenas de pessoas, sobretudo soldados e recrutas capturados pelo grupo Estado Islâmico do Iraque e Levante.

 O enviado especial das Nações Unidas ao Iraque, Nickolay Mladenov, disse que os ataques dos insurgentes são uma ameaça para o país e um perigo para a região.

 A ofensiva do Estado Islâmico do Iraque e Levante começou há uma semana e já levou à tomada de várias cidades no Norte do país. Foram registrados também confrontos a 60 quilômetros no nordeste de Bagdá.

 Leia também
Violência obriga cristãos a deixarem cidade do Iraque

Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 21 de junho de 2014

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More