domingo, 20 de novembro de 2016

Apelidada de "Coreia do Norte da África", a Eritreia está entre os países mais restritos em termos de liberdade de religião

 
 Apelidada de "Coreia do Norte da África", a Eritreia está entre os países mais restritos em termos de liberdade de religião, de imprensa e garantia dos direitos humanos


 ERITREIA (3º)
A situação dos cristãos é agravada por causa do extremismo islâmico, cada vez mais presente no país, pelo regime governamental, autoritário e intolerante, bem como pela pressão das igrejas históricas registradas para com os cristãos independentes.

 Atualmente, a Eritreia tem uma população de aproximadamente 5,4 milhões. Segundo pesquisas, ao menos metade da população da Eritreia é cristã, dividida entre cristãos ortodoxos, católicos e protestantes. Todas as igrejas evangélicas estão fechadas desde uma lei em 2002, mas apesar das grandes limitações, elas têm crescido. Seguidores de Cristo se reúnem secretamente em igrejas subterrâneas e arriscam suas vidas, sob pena de serem presos, unicamente para dizer a Jesus o quanto eles o amam.

 Os cristãos enfrentam severa perseguição por causa do extremismo islâmico, principalmente os novos convertidos que têm origem muçulmana. A pressão vem de todas as esferas da vida (privada, familiar, comunitária, religiosa e governamental). Por causa da fé em Jesus, muitos se encontram marginalizados na sociedade, milhares foram presos ao longo dos anos e muitos morreram como prisioneiros.

 Há milhares de cristãos presos por causa de sua fé, mantidos em condições desumanas, presos em contêineres de metal ou em celas subterrâneas. Infelizmente, é muito difícil dizer o número exato de pessoas que morreram nas prisões devido à tortura, negação de atendimento médico e negligência das autoridades. Mais de 30 cristãos foram mortos, incluindo três irmãs enquanto tentavam fugir do país. A igreja na Eritreia está enfrentando a pior perseguição de sua história.

 O governo tem apoiado a ascensão e expansão do islamismo radical no Chifre da África, oferecendo meios e métodos ao grupo Al-Shabaab. Por causa disso, muitos estão deixando o país via países vizinhos - Sudão, Etiópia e Egito - e tornaram-se uma presa fácil para o tráfico de pessoas. Alguns foram capturados e decapitados na Líbia pelo Estado Islâmico. Ainda assim, muitos partiram para a Europa por barco através da traiçoeira viagem pelo Mar Mediterrâneo. Isso significa que a situação na Eritreia também está contribuindo para a crise global dos refugiados. De acordo com um relatório do ACNUR de novembro de 2014, 22% de todos os refugiados que chegam à Itália por barco são da Eritreia. "Mesmo sabendo que há uma probabilidade muito elevada de cair nas mãos de traficantes e grupos radicais cruéis, como o Estado Islâmico, os cristãos eritreus ainda estão desesperados para fugir do país", disse um investigador.

 “Perdoar aqueles que nos perseguem não é fácil, mas Cristo nos chama a sermos misericordiosos e nos alertou que segui-lo e pregar o seu evangelho traria perseguição. Hoje eu sou um verdadeiro testemunho da grande obra de Deus! Agora eu encorajo vocês, meus irmãos e irmãs, de que muitas vezes quando Deus tem um grande plano em sua vida, Ele permitirá que você passe por situações difíceis, quase insuportáveis.” Líder cristão eritreu.

 





Postado: 20 de novembro de 2016

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More