terça-feira, 22 de novembro de 2016

Mulher evangeliza crianças após ser impactada pela Bíblia, no Congo: “Minha vida mudou”

 
 Sylvie cresceu num lar cristão, mas não tinha interesse em ler a Bíblia. Quando ela passou a ensinar as crianças de sua igreja, foi impactada com a parábola do Bom Samaritano.

 
 Noticias do mundo cristão
Jesus contou uma história sobre um viajante que foi assaltado e que estava caído no chão. Ele foi ajudado por alguém de uma comunidade hostil à do homem ferido. Essa é a parábola do “Bom Samaritano”, que continua impactando vidas como da congolesa Sylvie, de 40 anos.

 Embora Sylvie seja cristã há muito tempo, ela só se apaixonou pela Bíblia quando passou a ensinar a passagem do “O Bom Samaritano” para as crianças de sua igreja, como parte do programa da Sociedade Bíblica do Congo.

 Tendo vivido em um país devastado pela guerra durante toda a sua vida, ela estava acostumada a desconfiar das pessoas. Se ela visse um vizinho na rua e ele não a cumprimentasse, ela ficava rancorosa e parava de falar com ele.

 Mas ao ver as crianças aprendendo a história de um viajante que foi espancado por bandidos, ignorado pelas pessoas que deveriam ajudá-lo e depois resgatado pelo mais improvável homem – o bom samaritano – ela passou a ler mais a Bíblia.

 "Normalmente eu ia para a igreja, mas isso era uma espécie de hábito. Eu ia para a igreja, mas não estava tão interessada na Bíblia, embora eu tivesse uma", disse. "Mas desde que comecei com o programa do Bom Samaritano, a Bíblia tornou-se mais interessante”, contou.

 "Eu comecei a ler mais a Bíblia. Nos últimos quatro anos, minha vida realmente mudou por causa disso. Agora falo com todos os meus vizinhos, sejam eles quem for", ressaltou Sylvie.

 Na prática

 E dentro do grupo do Bom Samaritano, a igreja teve a oportunidade de pôr em prática a lição da história.

 "Lá, um dos meninos tem muitos problemas, porque infelizmente seu pai não cuida dele e sua mãe tem que fazer tudo e é muito difícil para eles. Às vezes eles vêm para a igreja porque estão morrendo de fome e por isso nós ajudamos com comida”, contou.

 Num país pobre, que se recupera do conflito, onde as tensões correm de forma violenta e as pessoas têm dificuldade em confiar umas nas outras, a parábola do Bom Samaritano tem uma importância impressionante. Sylvie diz: "Antes, se você não me ajudasse, eu não iria ajudar você. Mas eu comecei a dizer que eu deveria ajudar as pessoas, independentemente do que eu vou receber em troca”, finalizou.



 Postado: 22 de novembro de 2016

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More