sábado, 17 de junho de 2017

Domingo da Igreja Perseguida é tema do Culto de Missões da AD Bebedouro

 
 O culto contou ainda com homenagens ao pastor Luciano de Aquino


 Maceió - AL
No segundo domingo de junho, o Departamento de Missões da Assembleia de Deus em Bebedouro, coordenado pelo diácono Mariano Siqueira, organizou mais um culto missionário abençoado abordando relatos sobre a Igreja Perseguida.

 Com muita propriedade e unção, o pastor Luciano de Aquino realizou o momento de louvor com toda a igreja entoando hinos missionários. O culto teve o objetivo de conscientizar a igreja do que é estar em uma região onde a resistência ao evangelho e a perseguição são presentes. Para isto foi destacado o tema do evento deste ano: Juntos pela a África.

 No decorrer do culto, o pastor Luciano de Aquino recebeu uma homenagem pelo Dia do Pastor que comoveu toda a igreja com o hino Ao pastor com carinho, entoado pela cantora Meire Rejane. Outro momento emocionante foi o pedido de casamento do jovem Arlan Machado à sua namorada Dayana Katelly, uma linda ação que ficará marcada na história do casal.

 Mensagem:

 A mensagem da noite foi ministrada pelo diácono Djacy Brandão (Tabuleiro dos Martins), fundamentada no livro de Atos dos Apóstolos 12.1-5. Na mensagem, o preletor abordou o dever da igreja de fazer missões e indicou a oração como saída para a perseguição. “A igreja não vai deixar nunca de ser perseguida, pois este é o seu combustível. Quando a igreja é perseguida, ela cresce ainda mais”, afirmou. Após a mensagem, três pessoas aceitaram a Jesus Cristo como salvador

 Dia do Pastor

 Após a pregação da palavra, o corpo de obreiros e toda liderança da igreja prestaram uma homenagem ao pastor Luciano de Aquino e a sua esposa, irmã Rejane Aquino, pelo Dia do Pastor. As crianças também prestaram sua homenagem ao líder apresentando uma peça que alegrou toda congregação. Após as homenagens, o ministro agradeceu à igreja pelo carinho a ele demonstrado.

 E o que é o DIP?

 O DIP – Domingo da Igreja Perseguida – é um evento promovido pela Portas Abertas, que tem o objetivo de conscientizar e mobilizar a igreja brasileira sobre a realidade dos cristãos que sofrem perseguição ao redor do mundo.

 Segundo a organização, em pleno século 21 cerca de 100 milhões de cristãos enfrentam hostilidade e perseguição religiosa pelo simples fato de seguir a Cristo. Essa intolerância acontece de várias maneiras: por meio do governo, da sociedade e, principalmente, da família. As represálias consequentes da profissão de fé destes irmãos são muitas vezes: encarceramento, agressões físicas e psicológicas, ameaças, perda de emprego, e morte.

 O Domingo da Igreja Perseguida foi criado em 1987, pelo Irmão André (fundador da Portas Abertas) e tem sido realizado no Brasil desde 1988. A data em si varia a cada ano, pois é marcada no domingo, logo após Pentecostes. Este critério foi adotado, porque no relato bíblico presente no capítulo 4 do livro de Atos, o início das perseguições aos cristãos acontece logo após a descida do Espírito Santo, com a prisão de Pedro e João. Simbolicamente, portanto, podemos dizer que esta foi a “fundação” da Igreja Perseguida.

 Realizar o DIP significa lembrar e agir em favor dessa parte do Corpo de Cristo, em países como Coreia do Norte, Irã, Afeganistão, Eritreia, Nigéria, Colômbia e o contente Africano entre outros.










































































Postado: 17 de junho de 2017

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More