quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Quem está livre da difamação de um falso amigo?

 
falso amigo

Postado por Mariano Siqueira 

É indiscutível a necessidade que as pessoas têm de relacionar-se nessa vida, trata-se de algo essencial.
 Afinal, o homem é um ser sociável!
 Em verdade, iniciamos essa arte no lar, depois partimos para os demais segmentos da sociedade.
 E, durante a caminhada, surgirão aqueles com os quais iremos ter mais afinidades e, desse modo, alguns certamente se tornarão amigos.
 No entanto, nem por isso, o bom relacionamento com os tais não está imune de discordâncias.
 Pois se isso nunca acontecesse, não seríamos humanos, mas meros robôs.
 É claro que isso dentro do respeito mútuo.
 Agora, é por demais cruel, quando você confia que outrem é seu amigo e, com o passar do tempo, descobre que o mesmo fez ou faz campanha de modo velado difamando o seu bom nome.
 E o pior é quando aquilo foi invenção daquela mente doentia.
 Ora, quando surge uma situação conforme a mencionada acima, vinda de alguém que não faz parte de sua intimidade, não se desconhece que dói.
 Contudo, quando surge de pessoa que se tem como especial, é bem mais dolorido.
 E, como devemos tratar quem faz isso com a gente, mesmo que seja irmão em Cristo, ou não?
 O melhor caminho é afastar-se dele, não esquecendo de apresentá-lo em oração, para que venha ser liberto das cadeias malignas que os laçou.
 É fundamental, porém, nunca pensarmos que estamos livres de fazermos a mesma coisa, porque também somos falíveis.
 Todo o cuidado é pouco (Marcos 14.38).
 Portanto, reflitamos sobre o que nos dizem as seguintes passagens bíblicas: Êxodo 20.16; Mateus 7.12.

Texto de Tadeu de Araújo 

Postado: 19 de janeiro de 2017

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More