quinta-feira, 9 de abril de 2009

EDITORIAL

A prostituição na Holanda


Quando se lê a bíblia sagrada, vê-se uma clara explanação da natureza santa e irrepreensível de Deus, Na Holanda uma prática banal e muito ousada vem contrariando e usurpando a santidade divina. Em meados dos anos 2000 a prostituição, comércio habitual ou profissional do amor sexual, foi legalizada abrindo o país para uma miséria espiritual muito grave, que afeta todas as classes sociais.
Cerca de 5% do seu PIB vem do comércio sexual, já que neste país, que por sinal foi o primeiro do mundo a legalizar esta prática, a prostituição é aprovada por lei e sendo assim as mulheres que se submetem a este exercício possuem carteira assinada e como “trabalhadoras” são obrigadas a pagar ao governo 19% de seus ganhos totais a cada três meses
. Estima-se que existam aproximadamente 30 mil mulheres que trabalham como prostitutas na Holanda, das quais 1.500 seriam menores de 18 anos, e 60% do total são emigrantes ilegais, que migram em busca de melhores condições de vida, mas que na verdade estão apenas acentuando o seu papel de mero objeto sexual.
A Holanda também foi o primeiro lugar do globo a inaugurar oficialmente um museu do sexo em 1985, que traz relatos da sexualidade humana desde seus primórdios, este e outros museus semelhantes atraem cerca de 1 milhão de pessoas ao ano. Enfim pode-se ver que missões não se limita apenas a países não alcançados ou pouco evangelizados, mas em países como o acima citado que por sinal é a sexta maior economia da UE (União Européia) o evangelho ainda é muito sufocado por diversas práticas de barreiras que surgem todos os dias.

0 comentários:

Postar um comentário

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More