Culto de Doutrina na Igreja Sede é marcado pelo poder Pentecostal

O culto de doutrina desta terça-feira (16) no templo-sede da Assembleia de Deus em Alagoas, localizado no bairro do Farol, em Maceió, teve uma edificadora e emocionante mensagem bíblica...

Cinco coisas que cada cristão deve saber sobre Boko Haram

No domingo, 7 de maio, manchetes em todo o mundo começaram a declarar boas notícias: 82 meninas que haviam sido seqüestradas de uma escola na Nigéria estavam sendo libertadas. No entanto, para...

Pastor Mirab é preso na Ásia

Em sua última viagem, ele foi preso e colocado em um centro de detenção. Mirab é o pastor de uma igreja asiática oficialmente registrada que foi recentemente procurada pela polícia. A polícia procurou sua casa também, e encontrou literatura cristã, CDs e...

Missionários testemunham 450 mortos ressuscitados em Moçambique

Em 1997, o casal de missionários Heidi e Rolland Baker fizeram parte do movimento da “Bênção de Toronto”, muito popular no Canadá. Eles buscavam um avivamento pessoal e testemunham que...

Pr. José Orisvaldo Nunes inaugura mais uma igreja no município de Pariconha

O pastor-presidente José Orisvaldo Nunes de Lima participou esta semana da inauguração de mais um templo da Assembleia de Deus no município de Pariconha. A nova congregação fica localizada no povoado Tanque e...

Filho e neto de líder cristão morrem durante confronto

Recentemente, mais um ataque violento contra os cristãos ocorreu na República Centro-Africana, envolvendo o filho mais novo e o neto de um dos principais líderes religiosos do país, Nicolas Grekoyame...

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Pastor é processado depois que jornalistas se recusam a sair da igreja

Fachada principal da Assembleia Nacional da Armênia [foto: Arthur Chapman]


ARMÊNIA (*) - Algumas mídias na Armênia encorajam a intolerância a minorias religiosas, forçando acusações contra eles, e a última ocorrência tinha sido no dia 15 de fevereiro, quando um Testemunha de Jeová foi acusado falsamente de assassinato em Sevan, porém o Forum 18 relatou mais um caso de processo contra um pastor na última semana.

Enfrentando falsas acusações, o pastor pentecostal Vladimir Bagdasaryan encara um processo criminal por "obstruir as atividades profissionais legítimas de um jornalista", na cidade de Sevan, no centro da Armênia.

Padres da Igreja Apostólica Armênia conseguiram levar uma equipe do canal de TV Shant à Igreja Pentecostal de Sevan. Embora a equipe não tenha pedido permissão para estarem em local privado onde a Igreja se reunia, eles se recusaram a sair quando solicitado. O pastor, então, tentou impedir as filmagens.

Após a emissora fazer uma reportagem afirmando que o pastor tinha atacado os jornalistas, um inquérito criminal foi aberto. A polícia se recusou a dizer ao pastor Bagdasaryan o que era "legítima" sobre as atividades de jornalistas.

A associação de jornalistas Yerevan Press Club disse ao Forum 18 que os promotores não são geralmente tão rápidos para defender os jornalistas e iniciar um processo penal.

Perguntado pelo Fórum 18 se qualquer jornalista tem o direito de entrar na propriedade privada da TV Shant e a filmá-la, um jornalista da emissora respondeu: "Não é a mesma situação".

Além disso, o ministro da justiça armênia Hrair Tovmasyan prometeu que o controverso projeto de alteração legislativa será reelaborado.

No entanto, um porta-voz do ministério não disse ao Forum 18 se reelaborou emendas se poderão ser disponibilizados para discussão pública, antes, depois ou ao mesmo tempo em que são enviadas para o Conselho da Europa da Comissão de Veneza para a revisão.


Tradução: Carla Priscilla Silva

* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Fonte: Forum18 News Service (em inglês)

Com o objetivo de servir você com mais informações e de lhe oferecer perspectivas de, pelo menos, mais uma fonte, passamos a reproduzir notícias do Forum 18 a partir de 20 de janeiro de 2004, com a devida autorização.

O Forum 18 é uma organização que trabalha para a implementação do Artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, e concentra-se na séria violação da liberdade de religião, e particularmente em situações onde as vidas e bem-estar de indivíduos e grupos são ameaçados, e onde o direito de reunir-se em torno de sua fé é impedido.

O Forum 18 divulga notícias de violação da liberdade de qualquer credo religioso.



Postado em 28 de fevereiro de 2011

Gunnar Vingren - Fundador das Assembleias de Deus no Brasil



Fonte:http://www.youtube.com
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Mineiros do Chile são batizados no Rio Jordão

Sobreviventes fazem visita de oito dias a lugares sagrados de Israel


Nesta segunda-feira (28), alguns dos 33 mineiros resgatados no ano passado na Mina San José, no Chile, fizeram fila para serem batizados para uma nova vida em Cristo no Rio Jordão, mesmo local em que João Batista batizou Jesus (Mt 3:13; Mc 1:9; Lc 3:21; Jo 10:40).

Os mineiros, que ficaram conhecidos no mundo todo depois do resgate, estão em uma viagem de oito dias pelos lugares onde Jesus passou em Israel. A iniciativa é patrocinada pelo ministério de Turismo do país.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Mineiros chilenos vão a Terra Santa

Eles visitarão locais turísticos e o túmulo do Rei Davi




Trinta e um dos trinta e três mineiros chilenos resgatados de uma mina que desabou no ano passado estão na Terra Santa, para uma turnê de oito dias.

Os mineiros foram convidados pelo governo israelense, após o improvável resgate da mina onde passaram 69 dias.

Eles chegaram na quarta-feira com suas esposas e amigos, passearam por de Jerusalém. A visita passará por locais turísticos, incluindo o túmulo do Rei Davi.

O Ministério do Turismo israelense espera que a visita dos mineiros vai impulsionar o turismo à Terra Santa. "A visita dos mineiros chilenos, irá expor os cristãos e outras pessoas ao redor do mundo - não apenas os de língua espanhola", afirma o diretor do departamento de estrangeiros do Ministério do Turismo, Pini Shani.

Jimmy Sánchez, o mais jovem dos mineiros, foi citado pelo New York Times, falando de sua visita. "Estou muito feliz. Eu nunca imaginei que eu iria chegar à Terra Santa".

A fé jogou grande parte dos mineiros, enquanto eles estavam presos a 800 metros abaixo da terra. Bíblias foram enviadas em cápsulas para os homens, que também realizavam reuniões de oração duas vezes por dia. Quando foram finalmente libertados, eles emergiram do fundo usavam camisetas que diziam "Obrigado Deus".

Em uma excursão recente da Inglaterra, José Henrique, o "pastor" do grupo, disse que Jesus era "o homem 34" na mina.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Conversão em Bafatá, na Guiné-Bissau

Missionários comemoram resultados dos projetos nos últimos meses



O casal Freddy e Elaine Ovando é missionário de Missões Mundiais em Bafatá, na Guiné-Bissau, em parceria com Rosenilda Assis e Adriana Justino, nos projetos Pepe, na Clínica Médica, na Escola Batista e na Rádio Jam Jamaa (“Paz para o povo”). Nos últimos meses os projetos deram muitos resultados, mas um deles, vivido na Clínica, foi considerado especial pela missionária Elaine.

Adul Djau havia sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e ficou oito meses sem andar. No desespero de conseguir ajuda, recorreu às tradições e buscou um feiticeiro. Entretanto, seu estado de saúde piorou. Como o trabalho missionário, através da Clínica Médica de Bafatá, é uma referência na região, Adul Djau, que é muçulmano, decidiu tentar o tratamento “com os cristãos”. Elaine, que é médica, atendeu-o e compartilhou sobre o amor e poder de Jesus. Ao final do atendimento ele permitiu uma oração em seu favor. “Aquele homem ficou muito tocado pela oração e pediu para ir à igreja. Foi aí que Deus operou um milagre em sua vida! Ele melhorava a cada dia e aceitou a Jesus como Senhor de sua vida! Com alegria ele testemunhou que gastou muito tempo e dinheiro atrás de feiticeiros, mas Jesus o curou e não lhe cobrou nada”, disse, emocionada, a missionária da JMM.

A conversão e a melhora na saúde de Adul impactaram até mesmo os vizinhos, também muçulmanos. Um dos membros daquela família, segundo Elaine Ovando, sofria de fortes dores abdominais, chegando a rolar no chão devido à tamanha intensidade das dores. Quando Adul apresentou melhora, após atendimento, eles logo recorreram ao tratamento na clínica. Além de diagnosticar e tratar o problema do rapaz, a missionária pode orar por ele e por sua família que, tocada pelo gesto de amor, decidiu frequentar os cultos na 1ªIB de Bafatá, onde estão os missionários. “Eles estão vendo o agir de Deus na vida de Adul e, apesar da religiosidade tradicional, estão sedentos pela graça do Pai em suas vidas. O rapaz já esteve em nossos cultos, tem dito que está melhorando e está prestes a receber a Jesus como salvador. Ore por sua cura física e espiritual”, pediu Elaine.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Conflito de gerações, uma realidade também nas igrejas

Cientistas sociais afirmam que vivemos momento histórico


Ellen é movida a desafios. Criada em uma Assembleia de Deus carioca, quando pequena pedia o microfone ao vovô pastor para cantar.

Seu espírito de liderança era latente. Os pais investiram em seus estudos e sonhavam que a menina seria funcionária pública como eles ou talvez entrasse na banda de música da Marinha, como o vovô pastor, militar reformado. Na adolescência, o coro liderado por ela deixou de apenas cantar: introduziu coreografias. O vovô pastor não gostava, mas “suportou” entendendo que a fase passaria. Não passou.

Ellen queria sempre um passo a mais. Apesar de respeitar a autoridade de seus pais e dos líderes da igreja, fazia de tudo para valer a sua opinião. Entre as conquistas, foi a primeira mulher a liderar a juventude de sua igreja, dirigia trabalhos evangelísticos com encenações nas ruas e, contrariando o desejo dos pais, escolheu se formar em Ambientes de Internet, tornando-se desenvolvedora de jogos que seriam baixados para o celular. No entanto, a “moderna” Ellen não era vista assim por todos. Ao assumir uma classe de adolescentes, viu a sua turma considerá-la “atrasada”, pois seus alunos preferem estudos via Google, pregações encontradas no YouTube e são os próprios “professores” de seus seguidores no twitter. Ou seja, em pouco tempo, a “moderna” Ellen foi taxada de “antiquada”
A experiência da fictícia Ellen é um retrato de muitas gerações nos dias de hoje. Foi-se o tempo onde acontecia apenas de vovós não entenderem o comportamento das netinhas adolescentes. Agora, a dificuldade é presente até mesmo entre o primogênito de 25 anos e o caçula de 15. Cientistas sociais e especialistas em gestão de pessoas ousam dizer que atravessamos um “momento histórico”. Para eles, o acelerar da tecnologia nos últimos 50 anos criou novas marcas de tempo. Hoje, nas grandes cidades, fala-se da existência de uma nova geração a cada dez anos.

Por falar em “geração”, qual o real significado desse vocábulo? Acredite, é bem mais complexo do que você imagina. “A definição de quando começa uma geração é inteiramente arbitrária”, sinaliza Josué de Souza, cientista social e professor de Sociologia, Filosofia e Antropologia da Escola Teológica da Assembleia de Deus de Gaspar (SC). Ele explica que para a Antropologia, geração é um grupo de indivíduos que ocupa a mesma posição em um sistema de parentesco; já a Sociologia entende que a geração é algo que compreende todos os membros de uma sociedade que nasceram aproximadamente na mesma época, aparentados ou não por laços de sangue.

Biblicamente, a duração de uma geração também é mutável. O professor e teólogo Alberto Fonseca, da AD em Campinas (SP), lembra que se de acordo com Jó 42.16 geração é um período de aproximadamente 30 a 40 anos, em Gênesis 15.16 se trata de uns 100 anos. “Já o Salmo 24.6 afirma ser uma geração como um povo, e Mateus 1 mostra tratar-se de um período de vida humana, independente da duração”, destaca ainda o professor Alberto, que também é diretor teológico do Instituto Cristão de Pesquisas.

Ele acrescenta que a divisão proposta pelos sociólogos e especialistas da atualidade são referências para tentar compreender os valores humanos em nosso período. O professor se refere justamente ao estudo de gerações que lidam com o cotidiano de forma diferente, divergem de conceitos e valores, dão mais importância a uma coisa que a outra e lidam com o trabalho de maneira distinta. E mais: convivem juntas. Naturalmente, conflitos cada vez mais acirrados entre pessoas cada vez mais diferentes são vistos em casa, no trabalho e até mesmo nas igrejas.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Rádio cristã leva o Evangelho a países em conflito

Programação é produzida localmente por cristãos em países que conhecem a língua e a cultura



Um grupo francês de direitos humanos estima que até duas mil pessoas possam ter morrido na revolta contra o líder líbio Muammar Gaddafi. Conforme relatos dos direitos humanos, abusos continuam a surgir, mas emissoras de rádio cristãs dizem que a mensagem do Príncipe da Paz continua a ser irradiada para a Líbia e para outros países do Norte Africano.

O presidente da HCJB Global, Wayne Pederson, disse: "Sabemos que o sinal do satélite têm ido para esses países, mas nós não ouvimos porque internet, telefone celular e mensagens de texto foram todos bloqueados. Mas sabemos que temos pelo menos 1,5 milhões de lares nos ouvindo nessa parte do mundo".

Segundo Pedersen, a igreja evangélica é muito pequena nessa região, há apenas algumas no país. "A maioria dos crentes foram levados para fora do país ou colocados em prisão”.

No entanto, Pederson disse que é certo que os seguidores de Jesus que vivem no subsolo dependem da mídia para serem sustentados espiritualmente.

Segundo Pederson, Deus providencialmente ampliou o alcance nesta área há seis meses, permitindo-lhes participar de um novo provedor de satélite que expandiu sua cobertura em até 300%. A Al Jazeera e a SAT 7 foram bloqueadas de vez em quando, mas Deus tem protegido o nosso sinal, que continua fortemente.

O satélite é apenas uma forma de distribuição. A HCJB Global também transmite através de ondas curtas e da internet.

A programação é produzida localmente "por pessoas em países que conhecem a língua e a cultura e são mais capazes de atender as necessidades e os medos das pessoas daquela parte do mundo", diz Pedersen.

Enquanto as transmissões estão oferecendo esperança, Pederson diz: "Sabemos também que através de mensagens de texto as pessoas estão conhecendo a Cristo pela primeira vez. Eles ouvem uma mensagem de amor ao invés do ódio. Eles ouvem uma mensagem que faz promessas em vez de ameaças, e estão respondendo, dizendo: 'Eu quero saber mais sobre Jesus. Onde posso conseguir uma Bíblia? Onde eu posso manter contato com outros crentes?”, comemora Pederson.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Padre manda destruir igreja evangélica no Piauí

igreja destruida


Os moradores do bairro Baixão da Guiomar acusam o Prefeito de São Raimundo Nonato (Piauí), Padre Herculano de Negreiros, de mandar, sem autorização judicial, derrubar uma Igreja Evangélica.
De acordo com a Sra. Maria Teresa Brito, proprietária do local, abalada, diz que a igreja não está na rua, ela tem a documentação registrada em cartório do local.
Os moradores se dizem indignados com a atitude do Prefeito Herculano que mandou um trator junto com a Polícia Militar destruir a igreja.
De acordo com a Polícia Militar, existe um decreto de n° 153/2001, que solicita a Polícia Militar acompanhar os fiscais para demolir a Igreja com o Ofício de n° 063. Segundo, ainda, o Tenente da Polícia Militar, o proprietário já havia recebido várias notificações. Copiado do NC
A proprietária Maria Brito esteve abalada e chorou bastante quando viu a Igreja destruída. Sua casa que fica ao lado teve paredes rachadas e segundo ela, toda a população está chocada.



Fonte:http://news.noticiascristas.com
Postado em 28 de fevereiro de 2011

10º Congresso de Jovens em Bebedouro

Congresso de Bebedouro


A Assembleia de Deus em Bebedouro, liderada pelo pastor Ricardo Oliveira, prepara a 10ª edição do Congresso de Jovens.

O evento é pioneiro na capital e neste ano o tema é “Um Jovem, um sacerdote, uma chamada”, baseado em 1 Pe 2.9. Os pregadores para os cultos são Pr. Nilson Gomes (SP), Pr. Daniel Pedroso (PR), Pr. Jorge Paz (SC), Pr. Paulo Korovai (RJ), Pr. Elias Torralbo (RJ) Pr. Neilson Silva (SP), Pr. Genival Bento (AL) e Pb. Fabrício Laranja (AL). Foram convidados os cantores Sarah Farias (AL), o cantor Samuel Mariano e Banda e a cantora Niquésia Santos (PE). No domingo pela manhã, os jovens serão instruídos, em palestras, sobre mídias, mercado de trabalhos, orientação psicológica, sexualidade, teologia (um estudo sobre Deus) e ginecologia. Mais de 400 jovens estarão participando. Não deixe de comparecer e adorar ao Senhor.

Local: Rua Professor Benedito Silva, 42, Bebedouro. Maceió - AL

Horário: O dia todo

Informações: Pb. Cleverton - 8845-9890


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 28 de fevereiro de 2011

Estados Unidos pode ter representante especializado para defender minorias religiosas

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA


ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA (*) - Preocupado com a perseguição religiosa, a Portas Abertas Estados Unidos declarou o seu apoio na última terça (22), à possibilidade da criação de um cargo especial para defesa dos direitos das minorias religiosas no Oriente Médio e Sul da Ásia Central.


O projeto de Lei americano apresentado recentemente pelo deputado americano Frank Wolf, tem o objetivo de criar um cargo para defesa dos direitos das minorias religiosas.

Diante dessa possibilidade a Portas Abertas dos Estados Unidos apoiou o projeto e pediu oração pelos cristãos perseguidos e outras minorias religiosas focando principalmente no Egito, Irã, Líbia, Afeganistão, Paquistão e outras áreas de conflitos.

Segundo a organização, países como Irã, Afeganistão, Arábia Saudita, Maldivas, Iêmen, Iraque, Uzbequistão e Paquistão estão entre os 11 maiores perseguidores dos cristãos, de acordo com a Classificação de países por perseguição, onde são classificados os países segundo o grau de perseguição religiosa em seu território.

Acredita-se que o projeto virá no momento certo já que a região do Egito, Iêmen, Tunísia e Líbia têm atraído a atenção da mídia mundial nas últimas semanas, com os cidadãos nas ruas em protesto contra a falta de direitos humanos básicos e outras questões.

A Portas Abertas relata também que no Egito, houve vários ataques contra os cristãos desde o Natal , além do atentado à Igreja em Alexandria, no Ano Novo onde um homem-bomba matou 22 cristãos. De acordo com as Portas Abertas, mais de 120 cristãos iranianos foram presos desde dezembro, incluindo muitos que costumam se reunir em uma casa para culto.

O Oriente Médio inclui países como a Argélia, Bahrein, Egito, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia, Marrocos, Omã, Qatar, Arábia Saudita, Síria, Tunísia, Emirados Árabes Unidos, Iêmen e também a Cisjordânia e Faixa de Gaza.

Os países do Sul da Ásia Central incluem o Afeganistão, Bangladesh, Butão, Índia, Quirguistão, Cazaquistão, Maldivas, Nepal, Paquistão, Sri Lanka, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão.

Quase todos esses países estão na Classificação de países por perseguição, exceto Israel, Líbano, Nepal e Cazaquistão.

O enviado especial seria nomeado pelo presidente e apresentar um relatório ao presidente e ao secretário de Estado.



* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Esposa de chinês preso ganhador do Nobel se diz 'refém'

Liu Xiaobo e sua esposa, Liu Xia


CHINA (16º) - O caso do ativista chinês ganhador do prêmio Nobel da Paz de 2010 que causou indignação internacional, ganha mais um agravante. Sua esposa, Liu Xia é mantida refém em sua própria casa, causando uma desesperadora situação como ela declarou na última semana segundo a associação ChinaAid.

A declaração é tida como seu primeiro contato com o mundo exterior em quatro meses, segundo um amigo próximo que conversou online.

Após o anúncio de outubro, onde informaram que seu marido tinha ganhado o prêmio, Liu Xia não conseguiu mais ter contato com nenhuma pessoa. Inicialmente, pensou-se em prisão domiciliar na residência do casal localizada em Pequim, mas acredita-se que ela esteja presa na casa de seus pais.

Em sua declaração, a chinesa se diz infeliz e acrescenta: "Ninguém pode me ajudar.”

Na conversa pela internet, Liu Xia pediu ao contato que não ficasse online, “caso contrário, toda a minha família estará em perigo." Quando perguntaram se estava em casa, a resposta foi positiva, seguida da informação de que "minha família inteira é refém."

"É tão angustiante, não paro de chorar. Ninguém pode me ajudar..."

A conversa foi cessada para que não houvesse danos a ela ou sua família, informando que existe um apoio a eles.

Liu Xiaobo cumpre uma sentença de 11 anos por incitar a subversão do poder do Estado através da coautoria da Carta 08, que é um alerta para reformas democráticas, além de outros ensaios publicados online.

No ano passado, na cerimônia de entrega do Nobel, o autor foi representado por uma cadeira vazia, já que nenhum representante da sua família pode comparecer.

Desde então, sua esposa foi colocada em prisão domiciliar. Embora toda a comunicação tenha sido cortada, ela foi capaz de visitar seu esposo na prisão uma vez.

Citando os casos de Liu Xia, o desaparecimento do advogado Gao Zhisheng e a prisão domiciliar após a liberdade do ativista jurídico Chen Guangcheng, grupos de direitos humanos temem que as autoridades se utilizem cada vez mais de métodos ilegais para silenciar vozes indesejadas.



Postado em 28 de fevereiro de 2011

Revoluções no Oriente Médio provocam reações mistas dos cristãos americanos

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA (*) - As revoluções em andamento no Norte África e no Oriente Médio contra os regimes autoritários tem divido as opiniões dos cristãos americanos. Alguns acreditam dizem que os protestos pela liberdade são motivo de comemoração, enquanto os outros pedem cautela.

Em entrevista ao jornal The Christian Post, Michael Rydelnik afirma que "temos de ser mais lentos ao comemorar essas mudanças."

O professor de estudos judaicos e bíblicos no Instituto Bíblico Moody em Chicago, Illinois, não nega que a liberdade e a democracia foram superiores à ditadura, mas expressou preocupação sobre o que poderia substituir potencialmente os atuais regimes.

Poderia ser "maior influência para o islã radical," alertou e concluí "que vai levar a problemas."

Ele explica que deve haver um cuidado em "abraçar plenamente essas revoluções", e aconselha: "Esteja atento e em oração, porque isso pode levar a governos que oprimem e perseguem os cristãos."

Já um pastor evangélico em Keller, Texas tem uma visão mais otimista.

A reação imediata de Bob Roberts aos protestos antigoverno foi a seguinte: "Acho que é fantástico."

Confiante de que deve haver uma comemoração dos cristãos, o pastor declara que se tem falado como os americanos desejam a democracia para o mundo e "isso está acontecendo. O que é interessante é que isso está acontecendo sem nós," declarou.

"As pessoas têm uma responsabilidade moral para se levantar contra a injustiça, tirania e abusos de quem está no controle," explicou o pastor da Igreja Northwood. "Nossa história está repleta disso. As Escrituras estão claras para isso e nossa própria história é uma validação disso. Para nós, não comemorar os povos que querem viver em uma sociedade livre é para manter o mundo em cativeiro antigos, velhos paradigmas e futuros sem esperança."

Roberts, que se envolve tanto na comunidade muçulmana local como no exterior, reconheceu que a Escritura também diz que devemos ser pacíficos para com todos os homens e respeitar a autoridade.

Mas ele rapidamente acrescentou que "quando a autoridade está abusando da humanidade, está violando a função de para qual foi colocada no poder. Os governantes devem manter a ordem, mas se eles não cumprem os direitos da lei moral, então isso é uma história diferente."

Revolução

As revoltas pela liberdade e pela democracia começaram na Tunísia, em dezembro de 2010, e se espalharam para os países vizinhos, incluindo o Egito, Barein, Líbia, Iêmen, Irã, Kuwait e Marrocos. A Tunísia e o Egito viram a queda de seus presidentes.
O mesmo não ocorreu ainda na líbia. O líder, Muamar Kadafi, por sua vez, prometeu manter-se no poder.

Em um comunicado televisionado, Kadafi afirmou que iria lutar até sua "última gota de sangue," e convocou seus partidários a atacar os manifestantes antigovernamentais.
"Eu vou morrer como um mártir no final", concluiu.

Futuro (in)certo

Muitas mortes têm acontecido na Líbia e o futuro está longe de ser claro. O professor Rydelnik sente que, por exemplo, no Egito, aqueles que ganham o controle serão antiocidental, anticristãos e anti-Israel.

Ele teme que outros países possam seguir o mesmo caminho como o Irã, que passou de uma ditadura para uma teocracia islâmica. Assim, tornando-o pior para os cristãos.
"Quando você olha para isso, vê que era muito melhor para os cristãos e Oriente Médio, quando era a ditadura - uma moderada sob o Xá," observou.

"Acredito que nós, americanos, que defendemos a democracia - e isso é a coisa certa em muitos aspectos - nos arrependeremos do que aconteceu no Oriente Médio, porque haverá uma maior influência do radicalismo islâmico," acrescentou.

Roberts acredita ser o melhor momento para lutar pela liberdade, incluindo a da religião.

"Acho que há uma chance melhor para hoje do que há três semanas," frisou, ao dizer que ele não poderia prever se a liberdade realmente resultaria das revoluções.




* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.



Postado em 28 de fevereiro de 2011

Presbítero da Renascer aceita ser mestre de bateria de escola de samba

Presbítero Ailton é percussionista e classifica trabalho como profissional


Ailton Nunes diz que convite faz parte do plano de Deus para sua vida

A atitude é pouco comum entre os membros do povo de Deus, mas o presbítero Ailton Nunes, da Igreja Renascer em Cristo, aceitou ser o mestre de bateria da escola de samba Verde e Rosa, integrante do grupo especial do carnaval de São Paulo. Segundo ele, a motivação em topar liderar os músicos surgiu pela “paixão pelo ritmo”. O convite foi formulado pelo presidente da escola de samba, Ivo Meirelles.

Na opinião dele, que é percussionista, tem 39 anos, é casado, pai de duas filhas e avô de outra menina, o trabalho é estritamente profissional. “Sou um servo de Deus e acredito que as pessoas têm um dom. E acredito no plano de Deus para a minha vida. E faz parte passar por isso, estar à frente da bateria”, explica o maestro, que também é um dos autores do samba que homenageia Nelson Cavaquinho, enredo da escola.

Antes de aceitar conduzir a bateria que ele conhece desde menino e da qual já chegou a ser um dos diretores — na época do primo Alcir Explosão, a quem elogia o talento —, além de primeiro repique, Ailton conversou com a família e seus orientadores na igreja.

A volta à escola, entretanto, levou 8 anos para acontecer. Foi quando, diz, “tinha outro tipo de conduta e estava perdendo a família”, acabou encontrando a igreja em seu caminho. Na caminhada de lá para cá, trabalhou com música, rodou a Europa como percussionista e reencontrou amigos no Brasil. Agora, só quer saber de unir a “Família Surdo Um” em torno de um objetivo: ganhar a nota dez para a Mangueira.

“Mas e as tentações do Carnaval?”, provoco eu ao entrevistado. “Todos nós somos pecadores. Só que tem um porém: eu tenho consciência que sou pecador, mas hoje não vivo pelo pecado”, responde, sem atravessar o discurso.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 28 de fevereiro de 2011

“Uma perda irreparável”, diz pastor José Neco sobre a morte de Abdias Guilherme

Cantor Abdias Guilherme


Ministro afirmou que este é um momento de dor

A morte do cantor Abdias Guilherme ganhou grande repercussão e comoveu até o pastor José Antonio dos Santos, presidente da Assembleia de Deus em Alagoas e também grande amigo e admirador de Abdias. O pastor José Neco deixou um comentário no Portal AD Alagoas sobre este momento de separação e ainda deu um recado para a família enlutada.

"... Não sabeis que hoje caiu em Israel um príncipe e um grande?" II Sm 3.38. Este é o meu sentimento e também de toda a Família Assembleiana neste momento de dor e separação por uma perda irreparável. Nosso irmão Abdias foi um incansável soldado no front de batalha. Louvava com a voz e com a alma. Nossas condolências à Irmã Ana e toda a família, rogando consolação ao Deus de toda consolação”, escreveu o pastor José Antonio.

O presidente sempre facultava a oportunidade ao cantor Abdias nos cultos em que estava na direção. As músicas entoadas por ele eram apreciadas pelo ministro, bem como pela sua família.

Além do pastor José Neco, missionários assembleianos, obreiros da capital, do interior, cantores, amigos, conhecidos e amantes da boa música cristã e que admiravam a postura do cantor Abdias também lamentaram a perda, mas todos eles se conformaram por saber que Abdias Guilherme foi recolhido pelo Senhor.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 28 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Morre o cantor Abdias Guilherme, ícone da música gospel alagoana

Cantor Abdias Guilherme, morte aos 64 anos


Cantor era atendido no minipronto-socorro do Tabuleiro quando foi vítima de parada cardíaca


A família assembleiana de Alagoas perde uma de suas mais belas vozes. Faleceu por volta das 17h desta sexta-feira (25) o cantor Abdias Guilherme, 64 anos, bastante conhecido por membros e congregados da Assembleia de Deus. A notícia foi confirmada pelo ministério local e também por parentes.
Segundo informou o evangelista Ederaldo Domingos, o cantor passou mal em casa, por volta das 15h, e foi levado às pressas para o minipronto-socorro do Tabuleiro do Martins. “Ele estava com a família e disse que não estava muito bem. Decidiram levá-lo rapidamente para o pronto-socorro, onde ele entrou em óbito", explicou.
Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi contatada por médicos do minipronto-socorro. Abdias Guilherme foi transportado para a ambulância, onde a equipe insistiu por uma hora para reanimá-lo, mas não conseguiram.
O cantor sofria de doenças cardíacas, enfrentou dois infartos e, inclusive, já tinha passado por uma cirurgia no coração. A causa da morte foi parada cardíaca. O corpo dele foi levado, na ambulância do Samu, para o HGE, onde foi atestada a morte.
Ainda de acordo com o evangelista Ederaldo Domingos, o corpo do cantor Abdias Guilherme será exposto para visitação pública a partir das 21 horas desta sexta-feira, na Igreja Assembleia de Deus no Tabuleiro do Martins, localizada na Avenida Maceió, liderada pelo pastor José Luiz dos Santos. O sepultamento ocorrerá neste sábado, às 16 horas, no cemitério São Luiz, no Tabuleiro do Martins.
Abdias Guilherme era casado com a irmã Ana Hilda e deixa três filhos. Em toda a sua trajetória no ministério de louvor, gravou seis LPs e seis CDs, com canções que ficaram na memória de evangélicos e não-evangélicos.


Cantor vivia com 50% da capacidade do coração


Em 2009, o cantor sofreu o segundo infarto e fez uma cirurgia. Em culto de doutrina, no templo-sede, ele contou como foram os momentos difíceis que enfrentou. Entre outras coisas, disse que estava vivendo com 50% da capacidade do coração. Apesar disso, tinha ânimo em dizer que não era chegada a sua hora de partir para a eternidade.
Caminhando lentamente por ainda estar se recuperando, ele foi para a igreja e contou um pouco da dificuldade e ainda louvou ao Senhor. Era a primeira vez, após a doença, que ele ia ao culto de doutrina na igreja-sede.
Com segurança e confiando na Palavra de Deus, o cantor ressaltou que estava longe de morrer. “O Senhor me falou que não vou morrer agora, apesar da minha situação ser muito delicada”, revelou Abdias naquela noite.
De acordo com ele, no dia em que sentiu fortes dores no peito previu, imediatamente, que seria um infarto. A experiência anterior com o problema o fez classificar o seu quadro de saúde. “Era uma dor parecida com dor de estômago e falei logo com a minha esposa para providenciar um socorro médico”, narrou.
Abdias Guilherme descreveu naquele culto que foi levado ao minipronto-socorro do Tabuleiro do Martins, recebeu diretamente medicamento na veia, mas sentiu-se mal e os familiares decidiram levá-lo ao Hospital Geral do Estado (HGE), no bairro do Trapiche.
“No caminho até o HGE, pensei que seria difícil ir ao Hospital dos Usineiros pelo fato de ser caro o internamento, mas Deus falou em meu coração para entrarmos lá. Fui muito bem atendido e quando acordei, após trinta minutos, estava na UTI Coronária com o médico dando massagem no meu peito. O resultado é que mais vinte por cento do meu coração foi embora durante a cirurgia, restando-me apenas cinquenta por cento dele”, relatou o cantor para toda a igreja.
Abdias ainda lutou contra os efeitos colaterais dos medicamentos que tomava diariamente, mas avisou, à época, que estava bem e que nada afetaria a sua voz. No culto, ele enalteceu a Deus com um de seus grandes sucessos - Chuva de Verão - sem titubear.




Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Islamistas suspeitos de rapto de menina cristã no Sudão

Hiba Anglo Abdelfadil


Viúva perde o emprego depois de tomar um tempo para tentar recuperar a filha sequestrada.

NAIRÓBI, Quénia, 22 fev (CDN) - Uma viúva cristã no norte do Sudão está agonizando sobre o seqüestro de sua filha de oito meses por suspeita de extremistas islâmicos em Cartum.


"Desde que minha filha foi seqüestrada, eu tenho vivido em um estado de medo e terror", disse Ikhlas Anglo, 35, mãe de duas filhas.


Ela disse que sua filha de 15 anos de idade, Hiba Abdelfadil Anglo, desapareceu quando regressava do Ministério da Educação em Cartum, em 27 de junho de 2010. Hiba, um membro da Igreja Evangélica Presbiteriana do Sudão em Cartum, tinha ido ao escritório do Ministério da Educação para obter a sua transcrição para a entrada do ensino secundário.


Dois dias depois, a família recebeu ameaças por telefone e mensagens de SMS dos seqüestradores dizendo-lhes que pagar £ 1.500 sudaneses (EUA $ 560) a fim de garantir seu retorno.


"Você não quer ter este escravo de volta?" Um dos seqüestradores disse Anglo de um local desconhecido por celular, disse ela.


Anglo e outros disseram acreditar que os seqüestradores são extremistas muçulmanos que têm como alvo porque eles são cristãos, e que a polícia está auxiliando os criminosos. Ela disse que quando ela foi a uma delegacia de polícia para abrir um caso, a polícia francamente lhe disse que ela primeiro deve deixar o cristianismo para o Islã.


"Você tem que se converter ao islamismo, se você quer sua filha de volta", oficial Fakhr Mustafa El-reitor da Família e Protecção da Criança Unidade Anglo disse, ela disse. Recentemente transferido para outra estação, Mustafá não estava imediatamente disponível para comentar.


Um parente da garota disse que a polícia está totalmente envolvido no crime, como policiais haviam traçado o número de telefone dos seqüestradores, mas foram relutantes em admitir que a família da menina.


''A polícia tem um link direto com os seqüestradores,''disse o parente.


Somando-se a angústia da família da menina seqüestrada foi despedimento Anglo de seu trabalho, quando ela tirou tempo para pesquisar Hiba. Anglo disse que seu supervisor no Centro de Saúde da Ásia, onde havia trabalhado por muitos anos como um aspirador, lhe tinha dito para relatar de volta ao trabalho depois de recuperar a filha, mas depois de um mês, ela ficou surpresa ao saber que ela tinha sido demitido a partir de julho 1, 2010.


"Eles me dispensou porque eu estava procurando minha filha, embora tenham me dado permissão", disse ela.


Os cristãos no Sudão, norte estão antecipando a perseguição aumentou devido a um referendo que lhe deu o direito de autodeterminação para o povo do sul do Sudão, a maioria dos quais são cristãos. Em 09 de janeiro, sul do Sudão, votou pela secessão, a fim de estabelecer uma zona livre da sharia (lei islâmica). Os cristãos do Norte medo perigos ainda mais depois de 09 de julho, quando o sul do Sudão vai se tornar oficialmente uma nação independente.


Presidente Omar al-Bashir, procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade em Darfur, afirmou que os direitos dos cidadãos sul remanescentes no norte do país após a separação será respeitada. Mas os temores de cristãos cresceu depois que ele disse em dezembro que uma constituição alterada seria baseada na sharia, e que o Islã seria a religião oficial.


Quase quatro meses atrás, a polícia teria ajudado um empresário muçulmano de apreensão de bens pertencentes à Igreja Evangélica Presbiteriana do Sudão em Cartum (Veja www.compassdirect.org, "Polícia no esforço Sudão ajuda muçulmana de assumir Igreja Plot", 25 de outubro de 2010 ).

FIM


Tradução: Mariano Siqueira

Fonte: Compass Direct
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Ameaça do Ministério continua a ser para alguns cristãos Freed no Irã

Igreja de construção em Shiraz, Irã. Os cristãos iranianos podem ser ameaçados por acusações de apostasia (abandono do islamismo) e realização de reuniões de oração nos lares.


Bail montantes podem ser elevados, metade dos presos em dezembro-janeiro ainda encarcerados.

ISTAMBUL, 23 fev (CDN) - As autoridades iranianas lançaram cerca de metade dos cristãos presos por sua fé em todo o país em dezembro e janeiro, bem como um lugar em Shiraz, desde junho, disseram as fontes.

Em Dezembro e Janeiro, as autoridades prenderam até 120 crentes depois iraniano valores religiosos e políticos reconheceram a existência de bolsas de estudo em casa e condenou-os como uma ameaça ao Estado. Fontes estimam que pelo menos 62 dos presos durante final de dezembro e janeiro foram libertados, alguns sob fiança. A fiança típico no Irã pode variar entre alguns milhares de dólares e da escritura de uma casa.

Alguns dos cristãos que foram libertados relataram que foram submetidas a isolamento e duras de interrogatório, de acordo com uma declaração do Elam Ministérios em 04 de fevereiro. A declaração disse que alguns cristãos realizada na Seção 209 da notória prisão Evin em Teerã sofrido até 34 dias em confinamento solitário.

"Ex-prisioneiros que passaram por Seção 209 testemunhá-la é a pior parte de toda a experiência desagradável de detenção e prisão", dizia a declaração Elam. "Eles dizem que a pressão mental é insuportável."

O número exato e as condições daqueles que permanecem na prisão é desconhecido, e em 13 de fevereiro as autoridades iranianas detido outros 45 cristãos para uma noite em várias cidades, aparentemente como parte de uma política de perseguir não-muçulmanos, de acordo com Christian Solidarity Worldwide.

Em 15 de fevereiro autoridades libertaram Pastor Behrouz Sadegh-Khandjani, detidos em Shiraz, desde meados de junho. família Sadegh-Khandjani's teria pago uma fiança grande para a sua libertação.

Preso em 2006, com outros membros da Igreja do Irão, Sadegh-Khandjani estava na prisão por 22 dias. Durante o tempo que os funcionários do governo solicitou aos membros da igreja para trabalhar como espiões para eles e ameaça acusá-los de apostasia (abandono do islamismo) e pendurá-los, disse uma fonte próxima à família Sadegh-Khandjani na condição de anonimato.

Relatos de outros cristãos que estavam na prisão confirmar que este tipo de pressão psicológica não é incomum.

Entre 2006 e 2010, as autoridades Sadegh-Khandjani chamado à delegacia para ser interrogado duas vezes por ano, disse a fonte. Durante os primeiros meses de sua detenção últimos oito meses de duração em Shiraz, sua família não tinha notícias de seu paradeiro ou condição. Autoridades também prenderam sua mulher, Mariam, e segurou-a por dois meses no ano passado. O casal cristão tem uma filha de 4 anos de idade.

Durante todo esse tempo, Sadegh-Khandjani sofreu severas condições das prisões eo tratamento dura, incluindo o isolamento, disse a fonte. Ele foi acusado de apostasia, insultar o Islã e com os muçulmanos convertidos ao cristianismo.

A fonte disse que, quando ele chamou Sadegh-Khandjani, o cristão libertado riu e disse "243 dias", referindo-se aos dias que passou em reclusão. A fonte disse Sadegh-Khandjani tinha uma disposição agradável e um bom senso de humor, apesar de suas adversidades.

"Ele é muito simpático e que respeite o espírito das pessoas", disse a fonte.

A agência de notícias iraniana cristã Mohabat News informou na segunda-feira (21 de fevereiro) que as autoridades tinham libertado sob fiança um casal cristão em seus 60 anos em Mashhad. a polícia secreta de segurança prenderam Hassan Razavi Derakhshi e Parya Jamali em 27 de dezembro de 2010 e prendeu-os por 35 dias. O casal foi acusado de se converter ao cristianismo, a realização de reuniões cristãs em sua casa e organizar uma festa de Natal em sua casa, de acordo com Mohabat.

Condenado por apostasia
Mais de 30 cristãos continuam na prisão em cidades diferentes, incluindo Teerã, Mashhad, Karaj, Shiraz, Ahvaz, Rasht, Hamedan e Arak, de acordo com o Middle East Concern. A maioria destes cristãos provenientes de uma educação muçulmana.

Entre eles está o Pastor Yousef Nadarkhani em Rasht, que foi entregue a sentença de morte por apostasia, 13 de novembro de 2010. Seu advogado entrou com um recurso no Supremo Tribunal Federal, e Nadarkhani está aguardando uma data para o julgamento. Preso em outubro de 2009 e cumpria pena na prisão Lakan, Nadarkhani é casado e tem dois filhos.

"Yousef não está em boa situação", disse a fonte anônima, referindo-se ao status do seu caso. "Eu perguntei sobre sua moral. Eles disseram que é bom, e que ele está a dar apoio moral aos outros. "

As autoridades têm alegadamente tratado Nadarkhani duramente tanto física quanto mentalmente.

"Eles disseram que ele é uma cristã e sujo, e ele não pode ter contato com outras pessoas", disse a fonte. "Ele sofreu, foi espancado e teve más condições."

Nadarkhani esposa, Tina, também passou um tempo na prisão no ano passado por quatro meses.

Instado a avaliar as perspectivas para Nadarkhani, a fonte disse que as autoridades têm secretamente mataram muitas pessoas e não hesitará em fazer o mesmo com Nadarkhani se a comunidade internacional deixa de advogar para ele e outros cristãos.

"Nós pensamos que, se permanecer em silêncio, eles vão matá-lo, mas se continuarmos a falar sobre ele, será difícil para eles tomar a decisão de executá-lo", disse ele. "O silêncio é a pior coisa sobre a situação dos cristãos no país. Os cristãos no Irã sofre o silêncio da comunidade internacional ".

FIM

Tradução: Mariano Siqueira

Fonte: Compass Direct
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Afegãos Converter Musa Lançado; Outro cristão continua na prisão

Acusado de apostasia, Afghani converter Said Musa apelou à comunidade internacional para ajudar.


diplomacia silenciosa ganha liberdade para converter enfrenta pena de morte possível.

ISTAMBUL, 24 fev (CDN) - Depois de intensa pressão diplomática na semana passada, autoridades afegãs lançado cristã Said Musa, que havia sido preso por quase nove meses sob acusação de apostasia (abandono do islamismo), punível com a morte sob a lei islâmica. Outro convertido, contudo, permanece na prisão.


Uma fonte no Afeganistão, disse ao Compass que a Musa 46 anos de idade (alternadamente soletrado Sayyed Mussa) foi lançado na semana passada e havia deixado o país na segunda-feira (21 de fevereiro), mas a data da sua libertação não estava clara.


Musa tinha escrito uma série de cartas de sua cela na prisão, o último datado de 13 de fevereiro, segundo fontes do Compass. Nessa carta, Musa, um amputado e um pai de seis filhos, disse que os representantes das embaixadas em Cabul o visitou e ofereceu-lhe asilo.


Depois os representantes da esquerda, segundo a carta, Musa foi levado para outra sala, onde três funcionários afegãos tentou convencê-lo a abjurar sua fé. Eles prometeram para libertá-lo da prisão dentro de 24 horas se ele faria isso. Ele se recusou e foi enviado de volta para sua cela.


"Eu disse a eles que eu não posso [seguir] o Islã", escreveu ele em sua carta. "Eu sou servo de Jesus Cristo. Empurraram-me muito e muito. Recusei-me às suas demandas. "


Detalhes da libertação de Musa mantidos confidenciais, a fim de protegê-lo ea sua família, que ainda permanecem em perigo, disseram as fontes.


Uma fonte no Afeganistão, perto de Musa elogiou os esforços da comunidade internacional.


"Nós sentimos que a liberação revela que quando muitas pessoas se reúnem tentar fazer valer a justiça, em alguns casos, como para o nosso amigo Said Musa, coisas boas acontecem, mesmo que pareça impossível", disse a fonte sob condição de anonimato. "As vozes do povo fora do Afeganistão que colocou pressão sobre o governo afegão e os diplomatas internacionais têm sido ouvidas."


Quando as igrejas locais e os organismos internacionais defendem os perseguidos na fé, ele acrescentou, "eles têm o poder de mudar as coisas."


A fonte manifestou sua frustração, porém, sobre o processo de liberação lenta Musa, que tinha estado na prisão desde 31 de maio de 2010, e sobre a falta de direitos humanos ea liberdade religiosa no Afeganistão em geral.


"Todas essa batalha durante nove meses contra o governo revela uma situação pior do que nunca sobre a liberdade de religião", disse a fonte. "É muito triste e desanimador, após quase 10 anos de ajuda da comunidade internacional".


As autoridades prenderam Musa e outros cristãos após a emissora mais popular do país, Noorin TV, em imagens transmitidas de Maio de cristãos afegãos adorando.

A transmissão apareceu em um programa de TV afegão chamado "Sarzanin-e-homem", ou "Minha Pátria", organizada pela Nasto Nadiri, 27, um opositor do governo e candidato a parlamentar. Noorin estação de TV de oposição ao governo e faz o que pode para "envergonhá-lo", disse uma fonte.

A transmissão de colocar em marcha os acontecimentos que tenho Musa preso, de acordo com fontes. O programa de TV de uma hora provocou protestos em todo o país contra os cristãos e um acalorado debate no parlamento. No início de junho, o vice-secretário do Parlamento afegão, Abdul Sattar Khawasi, chamado para a execução dos convertidos do islamismo.

Durante esse tempo muitos convertidos ao cristianismo deixou o país, segundo fontes, e muitos foram presos, embora o número exato é desconhecido.

Musa estava preocupado com o clamor público contra os cristãos e fui ao seu empregador, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha / Crescente Vermelho, onde os pacientes equipado para próteses, a pedido pessoal deixar a manhã do dia 31 de maio. As autoridades prenderam depois que ele deixou o prédio, e sua família não conseguiu localizar ele por quase dois meses.


Antes de serem transferidos para Cabul, no Centro de Detenção Composto do Governador, em novembro de 2010, Musa tinha sofrido abuso sexual, espancamentos, privação de sono e zombaria por causa de sua fé em Jesus, nos primeiros meses da sua detenção.


Segundo o Departamento de Estado dos EUA, as estimativas do tamanho da comunidade cristã na faixa de Afeganistão de 500 para 8.000.

Ainda na prisão

Ainda na prisão é Shoib Assadullah, um cristão afegão que esteve na prisão, segurando em um bairro de Mazar-e-Sharif, no norte do Afeganistão, desde outubro. Uma carta recente dele sugere que sua vida está em perigo.


Assadullah foi preso em 21 de outubro para dar um Novo Testamento para um homem que supostamente o entregou às autoridades.

"Não só a minha liberdade foi tirada de mim, mas eu [estou] submetidos a pressões psicológicas graves", Assadullah escreveu em uma carta datada de 17 de fevereiro. "Várias vezes eu fui atacado fisicamente e ameaçado de morte por companheiros presos, especialmente Talibã e contra o governo, os prisioneiros que estão presos."


Assadullah se tornou cristão há cinco anos. Durante sua prisão, no mês passado que sua mãe morreu devido ao estresse de seu filho estar na prisão, de acordo com o cristão.


Assadullah, que não tem representação legal, também tem sido pressionado a renegar sua fé. As autoridades têm tentado construir um caso que ele está louco para explicar sua mudança de fé e, eventualmente, para justificar uma sentença mais branda por ele, as fontes disseram.


"Meu caso é suposto ser enviado ao tribunal em breve, porque o procurador tem o direito de manter um caso apenas para 30 dias", Assadullah escreveu. «A decisão do tribunal é o mais definitivamente vai ser a pena de morte para mim, porque o Ministério Público acusou-me sob os 139 cláusula do código penal que diz:" Se o crime não é citado no código penal, então o caso tem que ser submetido à lei islâmica. "


Fontes disseram que não estão em curso esforços diplomáticos para a libertação segura de Assadullah.


Em sua carta, Assadullah escreveu que a liberdade é um dom de Deus.


"Isso significa que temos de respeitar a liberdade ea dignidade humanas", escreveu ele. "Art. 24 da Constituição afegã diz:" A liberdade do homem e da dignidade é um direito inalterável. O governo se comprometeu a respeitar e proteger a liberdade ea dignidade humana. "



FIM


Tradução: Mariano Siqueira

Fonte: Compass Direct
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Acusado de assassinar pastor no RJ será apresentado na Divisão de Homicídios

Violência


O acusado costumava reclamar do barulho dos cultos

O homem acusado de ter assassinado o pastor evangélico Heguinaldo Viana, 44 anos, no último domingo, em Santíssimo, na Zona Oeste do Rio, será apresentado nesta terça-feira na Divisão de Homicídios, na Rua General Ivan Raposo, s/n, Barra da Tijuca.

Depois de algumas horas foragido, Alessandro da Rocha Teixeira foi capturado na tarde desta segunda-feira por homens do 3º BPM (Méier).

Segundo informações da Polícia Militar, Alessandro foi preso após uma denúncia anônima que indicava seu paradeiro. Segundo a denúncia, ele estava na Rua Atheneu, em Inhaúma (Zona Norte). O suspeito foi abordado e encaminhado para a 34ª DP (Bangu), onde confessou ter assassinado o pastor.

Alessandro foi levado para a Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio). Ele deve responder pelo crime de homicídio doloso.

De acordo com vizinhos da vítima, Heguinaldo já havia registrado queixa contra o suspeito na 35ª DP (Campo Grande), em dezembro de 2010. Os dois teriam discutido, já que Alessandro queixava-se do barulho durante os cultos da igreja onde Heguinaldo era pastor. Heguinaldo morreu no local, na Rua Teixeira Campos.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Segundo estudo, Alagoas é 1º no ranking da violência no Brasil

Ilustração


A taxa é de 60,3 homicídios para cada 100 mil habitantes.

O Mapa da Violência 2011, relatório que reúne dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, revela que a região Nordeste é hoje a mais violenta do País. Segundo o relatório, Alagoas lidera o ranking dos Estados brasileiros mais violentos, com uma taxa de 60,3 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Os nove Estados da região Nordeste registram o maior aumento de mortes por causas externas violentas, uma verdadeira escalada de homicídios, acidentes de trânsito e suicídios. Os dados apontam que em nenhum Estado a taxa de homicídios fica abaixo de 10 por 100 mil habitantes, o máximo considerado aceitável. Em 1998, seis ostentavam índice menor. No Piauí, que possui os melhores índices, o número chega a 12,4 por 100 mil, mais que o dobro de dez anos atrás.

Ainda segundo o relatório, os números representam um salto de Alagoas no ranking da violência: em 1998, o Estado nordestino era o 11º colocado. A queda mais significativa ficou com São Paulo, que passou do quinto para o 25º lugar em dez anos, com uma taxa de 14,9 homicídios por 100 mil habitantes.

Já o Rio de Janeiro, que era terceiro na lista em 1998, caiu para sétimo em 2008, com 34 homicídios para cada 100 mil habitantes. Outro aspecto é que enquanto a pobreza diminuiu na região Nordeste, os homicídios aumentaram 65%, os suicídios, 80% e os acidentes de trânsito, 37%.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Morre o Pr. José Pimentel de Carvalho, ex-presidente da CGADB

Pr. José Pimentel de Carvalho tinha 95 anos


Atualmente, ministro era líder da AD em Curitiba/PR

Faleceu nesta manhã de quinta-feira, aos 95 anos, o pastor José Pimentel de Carvalho, líder da Assembleia de Deus em Curitiba (PR) e um dos grandes nomes das Assembleias de Deus no Brasil, tendo, inclusive, presidido a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), órgão máximo da denominação no país, nos anos 60, 70 e 80.

A vida do pastor José Pimentel de Carvalho, que nasceu em 8 de fevereiro de 1916, sempre esteve ligada ao ensino da Palavra de Deus. Quando se converteu, aos 14 anos, foi incumbido de ensinar a Bíblia Sagrada para os demais, por ser a única pessoa na sua congregação que sabia ler. Em 1937, antes de a CPAD ser organizada como pessoa jurídica, pastor Pimentel já trabalhava na editora rodando o mimeógrafo. Ele foi consagrado pastor em 18 de maio de 1945. Pastor Pimentel chefiou o Departamento de Escola Dominical da CPAD por oito anos, e foi responsável pela criação das primeiras lições bíblicas para crianças. Presidiu a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) em seis mandatos e a presidência da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado do Paraná (Cieadep) por vários mandatos, além de ter fundado o Instituto Bíblico das Assembleias de Deus no Paraná e a Associação Educacional do Paraná. Mas, bem antes dessa carreira vitoriosa na Seara do Mestre, os primeiros anos como crente em Jesus não foram nada fáceis, precisando até mesmo enfrentar as ameaças de homens com foices, pau e pedras que se opunham a simples pregação do Evangelho em sua cidade natal - Valença, no interior do Rio de Janeiro.

Durante um culto realizado em uma fazenda na cidade onde morava, quando o então adolescente José Pimentel era mais uma vez o pregador da noite, ele lia o capítulo 25 do Evangelho de Mateus enquanto, do lado de fora, uma turba mandada pelo fazendeiro, que se opunha aos pentecostais, ficou a observá-lo. O jovem Pimentel não esmoreceu e continuou a leitura. Durante a leitura, houve um quebrantamento na igreja e, ao término da leitura do texto bíblico, seis jovens haviam sido batizados no Espírito Santo. Na oração feita após a leitura, outro jovem cai sobre seus joelhos e é batizado no Espírito, se levantando em seguida em direção à turba na porta, falando em línguas estranhas e profetizando uma mensagem que tocou seus corações. Cheios de temor, eles deixaram a porta do templo, só voltando no dia seguinte para dizer que os cultos poderiam continuar. Foi nesse mesmo culto que Deus usou um irmão em profecia para o menino José Pimentel, dizendo: “Meu servo, continue que Eu estou contigo”. Essa manifestação sobrenatural foi interpretada pelos presentes como um estímulo para continuarem a pregar Cristo em um lugar carente do Evangelho.

Pastor Pimentel casou em 24 de maio de 1938 com Rosa Maria da Conceição (já falecida), com quem teve 9 filhos. No Rio de Janeiro, pastoreou as ADs em Cordovil e Penha, ambas na zona norte da capital fluminense. Liderou ainda a AD em Cabuçu, Itaboraí, no interior do Estado.

Em 1962, a convite do pastor Agenor Alves de Oliveira, assumiu a presidência da AD em Curitiba (PR). Presidiu a CGADB de 1964 a 1966, de 1973 a 1975, de 1975 a 1977, em 1977 mais uma vez, de 1981 a 1983 e de 1985 a 1987. Chegou ainda a ser secretário da CGADB por oito anos consecutivos. Desde 2006, é presidente de honra da Convenção das ADs no Paraná (Cieadep). Ele é também autor de dois hinos da Harpa Cristã, hinário oficial da denominação: os hinos 541 (“Calvário, Revelação do Amor”) e 620 (“Na Jornada para o Céu”).

Pastor Pimentel termina a sua carreira com milhares de vidas conquistadas para Jesus, um ministério aprovado por Deus, 81 anos de vida com Jesus e 66 anos de profícuo ministério pastoral. Como Paulo, pode dizer: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé; espera-me agora a coroa de justiça que receberei das mãos do meu Senhor”.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 25 de fevereiro de 2011

Cristão afegão é libertado após 8 meses de prisão

AFEGANISTÃO



AFEGANISTÃO (3º) - No dia 21 de fevereiro a International Christian Concern (ICC, sigla em inglês) confirmou a notícia de que Said Musa foi liberto após quase um ano de prisão no Afeganistão, o terceiro país na Classificação de países por perseguição. Ele foi preso e ameaçado de execução por se converter ao cristianismo.

Após uma união da comunidade internacional para pressionar o governo do Afeganistão, Musa foi solto e está em local seguro fora do país, segundo fontes locais.

A prisão dele foi uma resposta das autoridades afegãs às transmissões da rede de televisão afegã Noorin, que mostrou o batismo de alguns muçulmanos convertidos ao cristianismo, pedindo sua execução. Embora alguns cristãos tenham se escondido ou deixado o país, algumas prisões ocorreram.

Em uma carta datada de 13 de fevereiro, Said Musa descreveu a visita de representantes das Embaixadas americanas e italiana oferecendo-lhe asilo.

Segundo a carta, após os representantes estrangeiros deixarem a sala, Musa foi visitado por três funcionários afegãos, que lhe disse que ele seria liberado no prazo de 24 horas caso ele escrevesse uma declaração de arrependimento por sua conversão ao cristianismo.

"Eu ri e respondi: "Eu não posso negar meu nome Salvador," Musa escreveu. "Porque a minha vida está a serviço apenas de Jesus Cristo e se eu morrer, irei para o céu que é onde Jesus Cristo está. Estou 100% pronto para morrer. Eles me agrediram pois recusei suas ordens.” Musa foi então transferido de volta para sua cela.

Embora a libertação ainda não tivesse ocorrido, os representantes do ICC no Afeganistão continuaram esperançosos por uma breve libertação e ela veio: Em 21 de fevereiro, um funcionário da Embaixada americana em Cabul confirmou a libertação de Said Musa.

Houve um esforço conjunto internacional para que houvesse a libertação, ocasionando “gratidão ao Senhor”, segundo o representante da ICC.

Gratos ao Senhor por ter sido parte da libertação e pelo testemunho de fé e perseverança de Said Musa, Aidan Clay, gerente regional da ICC no Oriente Médio declarou que foi "encorajador ver que a comunidade internacional, incluindo igrejas, jornalistas e funcionários do governo na Europa e América do Norte, trabalham por um objetivo comum - libertar Said. Foram noites sem dormir, muitas orações e lágrimas que valeram a pena.”



Postado em 25 de fevereiro de 2011

União Europeia denuncia ataques contra cristãos

UNIÃO EUROPEIA


UNIÃO EUROPEIA - Os ataques contra muçulmanos e cristãos no Oriente Médio levaram a União Europeia (UE) a uma discussão sobre liberdade religiosa, e a última segunda (21), ela denunciou ataques antirreligião.

Na tentativa de incluir o cristianismo como uma das religiões potencialmente ameaçadas, não foi bem sucedida na reunião em janeiro, quando os ministros das relações exteriores falharam em concordar tal declaração e incomodando a Itália.

Apesar dos cristãos representarem cerca de um terço da população mundial, os ataques contra eles têm sido frequentes: Uma série em dezembro no Egito e Iraque, na Nigéria e nas Filipinas.

A UE iniciou um debate sobre a violência religiosa após um ataque a uma igreja cristã copta no norte do Egito no final de dezembro deixou 23 pessoas mortas e dezenas de feridos.

A declaração emitida pelo chanceler da UE depois de uma reunião em Bruxelas, não cita as recentes turbulências no Egito, que são o estopim da renúncia de Hosni Mubarak, e descreveu a liberdade de manifestar a fé religiosa como um direito humano, além de condenar todas as formas de discriminação.

"O Conselho manifesta a sua profunda preocupação com o crescente número de atos de intolerância religiosa e discriminação... contra os cristãos e seus locais de culto, muçulmanos e outras comunidades religiosas, que condena com firmeza", disse o comunicado.

O ministro das relações exteriores da Itália, Franco Frattini, declarou no mês passado que a falta de uma referência do cristianismo apresentou um "excesso de secularismo" dentro da UE.

A UE afirma que fará o possível em defesa pela liberdade de fé religiosa, porém cabe primariamente aos Estados a proteção dos seus cidadãos.

"Todas as pessoas pertencentes a comunidades e às minorias religiosas devem ser capazes de praticar a sua religião e cultuar livremente, individualmente ou em comunidade com outros, sem medo de intolerância e ataques", declaram os ministros.



Postado em 25 de fevereiro de 2011

Pressão internacional para liberdade de outro cristão afegão

Campos no Afeganistão


AFEGANISTÃO (3º) - A libertação do cristão afegão Said Musa remete a situação de outro cristão afegão, Shoaib Assadullah, preso em outubro de 2010 sob a mesma acusação de apostasia que Musa enfrentou.


Assadullah é um ex-muçulmano que foi preso por entregar uma Bíblia a um homem que o denunciou. Como noticiado pela agência de notícias Compass Direct News, ele continua detido na prisão Qashe Shani em Mazar-e-Sharif, no Afeganistão, um país hostil aos cristãos.

Apesar de o governo ter intensificado a perseguição a ex-muçulmanos no último ano, Said Musa foi liberto após intensa pressão internacional.

Em carta datada de 17 de fevereiro e escrita por ele mesmo, Assadullah diz que sua vida está em risco. O cristão não tem um representante legal e afirma que as autoridades tentam forjar uma falsa acusação de insanidade mental que justificaria a sua mudança de fé.

"Meu caso deveria ser enviado em breve ao tribunal, já que o procurador tem o direito de manter um caso apenas por 30 dias", Assadullah escreveu. "É muito provável que a decisão do tribunal seja a pena de morte para mim, pois o Ministério Público me acusou sob a Cláusula 139 do Código Penal que diz: ‘Se o crime não é citado no Código Penal, então o caso tem que ser submetido à Lei Sharia.’"

Sob a condição de anonimato, uma fonte informou que há um esforço diplomático para que haja a libertação de Assadullah.

O cristão ainda disse em sua carta que a liberdade é um presente de Deus.

"Isso significa que temos de respeitar a liberdade e a dignidade humana", escreveu. "O Artigo 24 da Constituição afegã diz: ‘A liberdade e a dignidade humana são direitos inalteráveis. O governo se compromete a respeitar e a proteger a liberdade e a dignidade humana.’”

Pedido de oração

  • Ore pela vida de Shoaib Assadullah, que teme pela sua vida;
  • Ore pelo governo e promotores, para que as sentenças sejam conduzidos pelo Senhor (Pv. 21.1);
  • Ore por outros cristãos que se encontram na mesma situação e seus familiares; ore para que o Senhor guarde-os e intervenha em seu favor.

Postado em 25 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Olha nós na Bolívia

Jadielma é enfermeira, esposa do Pr. Jadson Esdras, mãe de Gabriel e Gustavo e atualmente em missão na Bolívia


Olá pessoal, quanto tempo. Agora estou de volta de verdade e vou ter que vestir roupa nova, com vocês. As cores da roupa? amarela, vermelha e verde. Cores da bandeira boliviana. Está aqui hoje é ter certeza que independentemente de qualquer coisa Deus é fiel e cumpre o que diz.

Acompanhe nossos relatórios no link da Semadeal, mas nesse espaço quero passar para você quem é e como vive o povo boliviano. Aliás é exatamente o que estamos fazendo agora, conhecendo o modo de vida de um povo que em breve queremos atingir com a palavra de Deus.
Residimos no Departamento (Estado) de SANTA CRUZ DE LA SIERRA, na cidade de MONTERO. A capital do departamento, que leva seu mesmo nome, é uma cidade com aproximadamente 2 milhões de pessoas, formada e dividida por anillos (anéis), com centros comerciais grandes, torna-se uma cidade desenvolvida e importante para o país. A 50km fica a cidade de MONTERO com cerca de 180 mil habitantes. É um centro comercial desenvolvido, onde é possível encontrar de tudo um pouco, além de fábricas, feiras, mercados, universidade, hospitais, escolas e algumas igrejas: batistas, presbiterianas, mormons, católicas, e, é claro, Assembleia de Deus Boliviana. A cidade é formada por calles (ruas), que formam villas (conjuntos), que formam bairros, nos mais distantes do centro é perceptível uma vasta diferença social.
Por estar próxima e cercada por várias cidades menores, algumas lindas e turísticas, MONTERO torna-se um local estratégico para implantação e desenvolvimento de trabalhos evangelísticos preestabelecidos. Falo assim, pois o país da BOLÍVIA, principalmente nos departamentos mais próximos ao BRASIL, existem inúmeras missões e igrejas estabelecidas. Em SANTA CRUZ (capital), por exemplo, encontramos vários internatos, escolas cristãs e templos ao longo das avenidas. Ah! É nesta cidade que se encontra nosso Pastor Carlos Feitoza, que visitou recentemente a Igreja em Alagoas.
Mas há muito por fazer, existem muitas regiões onde o evangelho ainda não chegou. Sabe aquela história do menino que salvava algumas estrelas do mar, quando haviam quilômetros destas na praia? Vamos fazer nossa parte nesta região, esperamos que outros se despertem para vir a estes lugares.
Especificamente, em Montero, existem cerca de 10 templos da Assembleia de Deus Boliviana, fundada por pastores brasileiros e que hoje encontra-se sob a liderança do Pastor Demétrio, boliviano, que, inclusive, tem nos recebido muito bem, fazendo-nos entender as dificuldades do evangelho deste lugar. O ministério tem se espalhado por algumas cidades vizinhas, mas há templos sem obreiros e muita necessidade de formar os nativos, além de penetrar em lugares ainda não alcançados. Muitos, inclusive, na cidade. Meu esposo e eu estamos aprendendo tudo para então iniciarmos o trabalho.

AGUARDEM OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE O MODO DE VIDA DO BOLIVIANO NA CIDADE DE MONTERO!

MAS PESSOAL, DOMINGO É DOMINGO, lembram aí no Brasil, quando nos reunirmos em família ou convidamos alguém para almoçarmos juntos, pois é, aqui também fomos convidados a comer LOCRO, uma sopa chilena, muito consumida, tipo uma canja mais suculenta, onde os pedaços de frango são colocados bem grandes em um panelão, só estranhamos é que as comidas por aqui levam pouco ou nenhum tempero (cominho) e quase nenhum corante. Apesar de nos assustar um pouco no início, o LOCRO estava bem preparado e deu para comer sim. Além disto o carinho com o qual fomos recebidos pela família foi essencial.

Beijos e até breve.




Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 24 de fevereiro de 2011

Evangélica tem parada cardíaca no culto, morre e parentes culpam dirigente


Mirian Cardoso usava marcapasso; pastor orou para que ela fosse curada

A morte da irmã Mirian Cardoso, de 34 anos, durante um culto numa igreja evangélica, em Joinville, Santa Catarina, ocorrida no fim da tarde desta terça-feira (22), está causando um rebuliço. Isso porque os familiares da vítima, possivelmente sem conhecer o poder de Deus, avisaram que vão processar o pastor por negligência.

Informações da Rádio Gospel FM dão conta de que a irmã passou mal em decorrência de uma parada cardíaca. Ela usava marcapasso. Neste momento, membros e congregados teriam ficado apavorados, mas o líder da congregação decidiu orar ao Senhor para que o mal passasse. A irmã acabou morrendo dentro do templo.

Paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram chamados, conseguiram reanimá-la, mas não teve jeito. A irmã teve uma nova parada cardíaca e partiu para a eternidade segundo a vontade de Deus.

Os parentes, segundo a rádio, ficaram revoltados e denunciaram que houve omissão de socorro. O cunhado de Mirian, Nelson Schwalpe, alegou que a família vai tomar as providências judiciais para “que se tenha um pouco de cuidado com os fiéis”, evitando mais mortes.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 24 de fevereiro de 2011

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More