“Infância em Risco” é tema do Culto de Missões na AD Bebedouro

Em razão do mês das crianças, o Departamento de Evangelismo e Missões da Assembleia de Deus em Bebedouro (DEMADB), dirigida pelo o pastor Luciano de Aquino, escolheu o tema Infância em Risco para conscientizar os...

Pastor americano está preso há um ano na Turquia

O pastor americano Andrew Brunson está há um ano preso na Turquia. As acusações contra ele não são claras, mas recentemente o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan, confirmou publicamente que...

Pastor Aldo Ferreira empossa novo dirigente em Honduras

Louvo a Deus por mais uma grande vitória da parte do Senhor Jesus Cristo, pois no dia 11 de outubro do corrente ano, dei posse ao diácono Jorge Alberto Lagos e sua digníssima esposa irmã Martha Guadalupe...

Pr. José Orisvaldo Nunes: “Nós temos os lombos cingidos para trabalhar na Obra de Deus!”

Muitos louvores de adoração a Deus abriram o culto de doutrina desta terça-feira (10) no templo-sede da Assembleia de Deus em Alagoas com a participação do Departamento de Senhoras Vasos de...

A Rede Globo é a Matriz da depravação brasileira

A Rede Globo ainda, infelizmente, supera as demais emissoras no tocante à aceitação junto à população. A sua programação, com raríssimas exceções, tem como objetivo principal, destruir a...

Aprovada lei que regula construção e reforma de igrejas

Um comitê do gabinete do governo se reuniu na última segunda-feira para começar a trabalhar na legalização de igrejas sem licença. A reunião seguiu-se à aprovação de uma lei que regula a construção e...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Cristãos presos durante o ramadã são libertos

Argelino observa a cidade


ARGÉLIA (25º) - Dois cristãos, Hocine Hocini e Salem Fellak, foram absolvidos da acusação de infringir as regras do ramadã na Argélia. Presos em agosto depois de vistos almoçando durante o mês de jejum do islã durante o dia, no canteiro de obras, onde trabalhavam, na Cabília, Argélia, norte do país. Os homens admitiram ter comido, mas disseram ter feito discretamente.

Hocini e Fellak foram acusados de "ofender o islã", e um promotor público exigiu uma pena de três anos de prisão. Porém, no julgamento do dia 5 de outubro, o juiz rejeitou o caso fora do tribunal, dizendo: "Nenhum artigo [da lei] contém um procedimento judicial contra os homens."

Um grupo de pessoas que se reunia em frente ao tribunal durante a manhã, aplaudiu quando ouviram o veredito. A Argélia é um país de maioria muçulmana; o pequeno número da cristãos chega a algumas dezenas de milhares de pessoas, quase todos eles convertidos do islamismo.

Pedidos de oração:

• Louvado seja o Senhor que os dois homens foram liberados de qualquer delito; ore para que suas vidas voltem ao normal, sem medo de assédio maiores ou futuros recursos do Ministério Público, o que causaria uma alteração na sentença.
• Existem dois casos semelhantes agendados para julgamento nas próximas semanas, então ore para que esse caso tenha aberto um precedente positivo. Ore para que a pequena minoria cristã na Argélia se mantenha firme em sua fé.


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Iraque prende 12 suspeitos ataque a cristãos

Desde a invasão liderada pelos EUA em 2003, cerca de 500 mil cristãos deixaram o país


Cerca de um mês depois dos ataques contra cristãos iraquianos, as autoridades fizeram a primeira detenção no Iraque, foi o que informou um funcionário do ministério do Interior.

O funcionário, falou com a Agência de notícias France Presse, sob condição de anonimato. Ele disse que 12 membros do grupo responsável pelo cerco a igreja em Bagdá, foram presos.

O grupo militante sunita do Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque contra a igreja. Os militantes invadiram a igreja e fizeram os membros vestirem coletes suicidas. Cerca de 60 pessoas foram mortas e muitas ficaram feridas.

Apesar dos líderes da igreja e da comunidade internacional ter condenado os ataques, eles continuaram.

O porta-voz de Segurança Nacional dos EUA Mike Hammer, disse em comunicado que os Estados Unidos condenam veementemente os ataques terroristas no Iraque e ofereceram condolências às famílias das vítimas.

O presidente do Ministério Portas Abertas dos EUA, Carl Moeller disse que os extremistas estão concentrados em eliminar o cristianismo do Iraque. "Estou usando a palavra religião para explicar às pessoas o que realmente está acontecendo no Iraque agora", afirma.

O Alto Comissariado da ONU para os refugiados estimou que desde a invasão liderada pelos EUA ao Iraque em 2003, cerca de 500 mil cristãos deixaram o país. Anteriormente, cerca de 1,2 milhões de cristãos viviam no Iraque.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Paquistão é proibido de perdoar cristã no corredor da morte por blasfêmia

Advogado interpôs recurso de apelação e petição do perdão presidencial



O governo paquistanês foi barrado nesta segunda-feira (29) pelo tribunal superior do país de perdoar uma mulher cristã condenada à morte por blasfêmia. O advogado argumentou que o perdão seria ilegal, enquanto o processo estivesse pendente nos tribunais.

"Desde que o assunto foi para o tribunal superior, o governo não pode agora fazer qualquer movimento para o perdão de Bibi", disse o advogado Allah Bakhsh Leghari à agência France-Presse.

Ásia Bibi foi condenada à morte por enforcamento no início deste mês por supostamente ter falado mal do Profeta Maomé. Mãe cristã de cinco filhos é a primeira mulher a receber uma sentença de morte por blasfêmia no Paquistão .

O advogado de Bibi interpôs recurso de apelação e uma petição pedindo perdão presidencial.

Líderes religiosos e de grupos em defesa dos direitos humanos pediram a sua libertação, mas os muçulmanos conservadores têm ameaçado a anarquia se o presidente Asif Ali Zadari perdoar a prisioneira.

Shahbaz Bhatti, Ministro Federal das Minorias disse que espera que Bibi seja liberada. Ele foi encarregado de investigar as acusações contra Bibi e disse que os resultados preliminares mostram que ela é inocente.

Bibi foi presa em 2009 na sequência de uma pequena conversa com as companheiras de trabalho no campo. Ela estava colhendo frutas no campo com colegas de trabalho muçulmanos e foi pegar água para o grupo. Ao retornar, as mulheres muçulmanas no campo se recusaram a beber da água porque o recipiente foi tocado por uma cristã.

Bibi foi ofendida e discutiu com a mulher, mas depois do incidente pensou que nada aconteceria. No entanto, poucos dias depois, um grupo de muçulmanos arrastou-a para longe. Ela foi acusada de blasfêmia contra o profeta muçulmano Maomé, que ela nega.

Grupo defensor dos direitos humanos e da Liberdade Cristã Internacional adverte que o caso de Bibi, poderá estabelecer um precedente na nação de maioria muçulmana, onde os cristãos já são hostilizados e perseguidos regularmente.

"Se a Ásia for condenada à morte, pode acontecer um aumento da perseguição dos cristãos - não apenas no Paquistão, mas também em outros países onde a lei islâmica é aplicada", o grupo advertiu.

No passado, os tribunais paquistaneses podem ter emitido sentenças de morte por blasfêmia, mas não há execuções registradas, nenhuma foi cumprida. Todas as condenações à morte foram jogadas fora, por meio de recurso.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Campo missionário na penitenciária de Catanduva

Em um único dia foram realizaram 8 cultos com a população carcerária e agentes penitenciários


A Penitenciária de Segurança Máxima de Catanduva, PR, para onde foram enviados criminosos de grande periculosidade do Rio de Janeiro, tem sido assistida espiritualmente por obreiros de Missões Nacionais.

Na primeira semana de novembro, voluntários de Curitiba e o pastor Luiz Carlos Magalhães realizaram 8 cultos com a população carcerária e agentes penitenciários em um único dia.

Além de Catanduva, outros presídios do Paraná estão sendo alcançados. A ideia, segundo o pastor, é plantar uma igreja em cada penitenciária.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Confronto entre cristãos e polícia no Cairo deixa mais um morto

Malak Mubarak, de 25 anos, morreu na quinta-feira no Hospital Al-Ahram


Um egípcio cristão que havia sido ferido durante confrontos com a polícia antichoque esta semana morreu. Com isso, são dois os mortos nos protestos por causa da construção de uma igreja, disse uma fonte de um hospital na sexta-feira.

Malak Mubarak, de 25 anos, morreu na quinta-feira no Hospital Al-Ahram, afirmou a fonte.

Dezenas de pessoas ficaram feridas nos confrontos no distrito de Giza, no Cairo, quando cerca de 3 mil coptas jogaram pedras contra policiais depois que as autoridades impediram a construção da igreja.

As autoridades impediram as obras da igreja, embora os coptas tenham afirmado que possuíam uma autorização oficial.

O governador de Giza, Sayyed Abdel-Aziz, afirmou que os cristãos aparentemente usaram um alvará destinado a um centro social para construir uma igreja. Os cristãos, porém, afirmam que tinham o alvará correto e continuarão a construir a estrutura de três andares.

Os cristãos são cerca de 10 por cento dos 79 milhões de habitantes do Egito.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Batistas de Macaé recebem congresso missionário Desperta pelo Brasil

Participaram do evento irmãos de 22 igrejas da região e associações próximas


A 4ª Igreja Batista de Macaé sediou o congresso missionário Desperta pelo Brasil. Participaram do evento irmãos de 22 igrejas da região e associações próximas, além de irmãos do Espírito Santo.

A programação contou com a presença de missionários e voluntários de projetos da Junta de Missões Nacionais. Na ocasião puderam levar informações do campo aos presentes. São eles: Pr Francisco Vieira de Medeiros e Erinete Medeiros, Aidete Brum e Soraia Machado, que trouxe seus filhos e irmãos que atuam na Missão Batista Cristolândia.

O diretor executivo da JMN, pr. Fernando Brandão, foi o mensageiro do congresso, levando os presentes à reflexão sobre os desafios de evangelização da Pátria, a começar pelo comprometimento do povo batista com a obra missionária.

Pastor Bruno Privatti, da PIB Fronteiras, em Macaé, participou da programação. Segundo ele, foi impactado com o que ouviu. "Faz algum tempo que Deus tem nos incomodado para obedecer o seu chamado. Hoje não dá mais para resistir pois chegou o tempo de Deus em nossas Vidas. Decidimos também perder as nossas vidas para que outros ganhem vida em Jesus".

Os resultados do congresso se dão pela disposição de muitos em participarem da Trans RS, de vidas serem motivadas para se comprometerem com a evangelização, com a conscientização da responsabilidade de sustentar obreiros e de interceder.

Para o pr. Cleber Souza, gerente regional da JMN para o Rio de Janeiro é necessário rogar ao Senhor que encoraje, na vida dos crentes batistas brasileiros, a chama do amor pelas almas perdidas. “Aí, então, começaremos a ganhar a Pátria para Cristo através de vidas que, ao ouvirem Seu chamado neste ou naquele congresso, também se dispuseram a ir, sem olhar para trás".

Impactando igrejas

Os missionários que estiveram no congresso pregaram em Igrejas de Macaé, levando as notícias dos campos e desafiando igrejas e líderes para a intercessão e o sustento de obreiros em nossa Pátria. Pr. Aécio Duarte, da 4ª IB Macaé, assumiu o compromisso de levar sua igreja a ser uma parceira no Projeto Cristolândia, além do apoio que já tem dado ao missionário pr. Francisco Vieira de Medeiros, ao missionário Gutemberg Fores, em SC, e ao Lar Batista FF Soren.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Cristã iraquiana pede orações

´Orem por mim, para que eu possa dizer como Paulo`


A Portas Abertas Internacional recebeu uma carta de uma cristã iraquiana de Bagdá, falando de seus sentimentos neste momento de tribulação que a comunidade cristã atravessa no Iraque:

“Deus é bom em todo o tempo, e eu quero compartilhar com vocês sobre como nós estamos vivendo em Bagdá. Não estamos bem, desde o ataque a uma das igrejas com a morte de mais de 50 pessoas. Isto gerou medo entre os cristãos. Quando você ouve os relatos de quem estava naquela igreja, não tem como segurar as lágrimas; a situação foi tão grave que sequer podemos imaginar. Nós vemos tudo com o coração, com a mente e com os olhos, o que significa ser cristão. Permanecemos em casa o maior tempo possível, mas, mesmo assim, não podemos proteger nossas famílias dos terroristas. Os extremistas islâmicos continuam a matar cristãos dentro de suas casas usando armas e explosivos.”

“Não estamos indo bem, pois a nossa fé não é grande. Eu ando muito preocupada com a minha igreja, meu povo, e minha família. Naquele mesmo domingo quando eles atacaram a outra igreja, a polícia iraquiana veio até a minha igreja no meio do culto e conversou comigo. O policial me falou: ‘Por favor, parem o culto e mandem as pessoas para casa. Não temos condições de proteger vocês caso aconteça alguma coisa [um ataque terrorista] aconteça. Fujam daqui!’ Eu estive numa situação que fiquei sem saber por um tempo se meus irmãos da igreja seriam feitos reféns ou assassinados, e isto acabou acontecendo na outra igreja.”

“Agora tenho lido a Bíblia de uma maneira diferente da que lia antes. Agora, eu consigo entender mais a Paulo quando ele disse: ‘Tudo que sei é que em cada cidade o Espírito Santo me avisa que prisões e tribulações me aguardam, entretanto, em nada considero a vida valiosa para mim, contanto que eu possa completar a carreira e concluir a obra que o Senhor Jesus me confiou: testemunhar do evangelho da graça de Deus.’ Agora eu pude sentir o que Paulo quis dizer e o que estava no seu coração e nas suas emoções.

Cristianismo sem sofrimento é sem sabor e Deus tem algo muito especial para as nossas igrejas no Iraque. Não sabemos ainda o que é, mas pode bem ser a unidade entre as igrejas. Eu recebi uma mensagem pelo telefone: ‘Tenha muito cuidado, porque eles mataram muitos cristãos hoje. E também estão recolhendo informações sobre cristãos em nosso bairro, tome cuidado!’ Por favor, cubram-nos com orações, peçam ao Senhor para que nos permita sempre falar dEle e de Seu amor, e para que sejamos fiéis a Ele em atos, palavras e orações.

O Natal está chegando, mas a paz ainda não chegou ao Iraque. Orem por nós para que tenhamos um Natal de paz. Deus é muito bom e eu O amo muito. Por favor, orem por mim, para que eu possa novamente dizer como Paulo: ‘Em nada considero a vida valiosa para mim contanto que eu possa completar a carreira e concluir a obra que o Senhor Jesus me confiou: testemunhar do evangelho da graça de Deus.’ Lembremo-nos de Deus o tempo todo.

Que Deus lhes abençoe,
Marta



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Ministério cristão russo evangeliza crianças no natal

Parceria com igrejas permite doar presentes e Bíblias para 50 mil crianças carentes


Toda criança espera ganhar um presente no natal, no entanto, muitas famílias não têm condições financeiras para presenteá-las. Pensando nisso um ministério cristão russo pretende doar 50 mil presentes para crianças carentes na Rússia.

Este é o 6 º ano consecutivo, que o ministério ajuda as igrejas do país a presentear as crianças da antiga União Soviética no Natal.

O diretor do ministério de Moscou, Paul Tokarchouk diz que gostaria de levar esperança para as crianças carentes. “Elas são crianças pobres e abandonadas, meninos e meninas de rua e alguns estão em orfanatos".

O ministério fornece caixas coloridas com um versículo da bíblico impresso sobre a caixa, junto com uma Bíblia ou um livro. A igreja local enche as caixas de presentes, doces e artigos de higiene pessoal.

Tokarchouk diz que sua oração é que "muitas crianças possam ouvir o Evangelho que traz esperança para suas vidas. Este ano gostaria de alcançar mais de 50 mil crianças".

Cerca de 300 igrejas russas estarão envolvidas no projeto deste ano. Elas enviarão presentes para as crianças do Projeto Esperança.

Enquanto grupos de outros países enviam presentes para a Rússia, o ministério fornece para as igrejas fundos necessários para comprar os presentes no próprio país. Isso ajuda a economia russa



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Morre filha de pastor que sofreu acidente em Minas Gerais

Acidente ocorreu no dia 19 de outubro, na BR-116, na cidade de Engenheiro Caldas


Suellen Mendes Lobato, de 20 anos, morreu ontem (29), no Hospital Municipal de Governador Valadares, em Minas Gerais, onde estava internada há 40 dias. Ela era filha do pastor Joab Pinheiro Lobato, 48 anos, pastor da Congregação das Assembleias de Deus do bairro Ponte Alta, em Volta Redonda. Suellen sofreu uma parada cardíaca nesta segunda-feira e não resistiu.

Ele, a mulher, Ana Lúcia de Souza Mendes Lobato, 40 anos; e Joas Mendes Lobato, um de seus filhos gêmeos de 15 anos, morreram em acidente na noite do dia 19 de outubro, na BR-116 (Rio-Bahia), na cidade de Engenheiro Caldas, no Vale do Rio Doce, em Minas.

Também estava no carro, o outro filho do casal, Jean Mendes Lobato, de 15 anos, que, desde o dia 21 de outubro, está em Barra Mansa com os avós. O carro do pastor Joab era dirigido por Dirceu de Oliveira Garbero, de 41 anos, que também ficou internado no hospital de Governador Valadares, mas teve alta dois dias depois do acidente.



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Pastor é levado por bandidos depois de assalto a igreja

Igreja em Contagem (MG) foi invadida na manhã deste domingo
Pastor é levado por bandidos depois de assalto a igreja

Uma igreja foi invadida por assaltantes na manhã deste domingo em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar, dois homens armados roubaram os instrumentos musicais da banda gospel que se apresenta no local.

Ainda de acordo com os policiais, o pastor evangélico da Igreja Nova Aliança, no Bairro Água Branca, foi forçado por dois homens armados a entrar no seu carro, um Palio. A vítima foi liberada próximo ao Ceasa sem ferimentos. Os bandidos fugiram com o carro e o material roubado, e, segundo a PM, eles ainda não foram encontrados.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Pastor acusa policiais de roubo no Complexo do Alemão

Com comprovante bancário, assembleiano dá queixa de roubo de 31 mil reais referentes a seu FGTS


Denúncias de que policiais estão saqueando casas de moradores durante as operações no Complexo do Alemão, em Ramos, e na Vila Cruzeiro, na Penha, levaram à criação de uma ouvidoria em caráter emergencial. O órgão será inaugurado nesta terça-feira, às 14h, no 16º BPM (Olaria). As autoridades são unânimes em afirmar que uma minoria de maus policiais não pode manchar o sucesso da operação de retomadas favelas. Equipes da Corregedoria Geral Unificada (CGU) já estão circulando na comunidade para investigar as queixas dos moradores. Cerca de 2.700 homens das polícias e das Forças Armadas participam da operação.

Antes mesmo do início da instalação da ouvidoria, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, o comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte, e o chefe de Polícia Civil, Allan Turnowski, se reuniram para discutir o assunto. Quando juntou a tropa no pátio do 16 BPM (Olaria), dando as últimas orientações para a tomada dos complexos na semana passada, Mário Sérgio ameaçou expulsar os policiais corruptos "em forma", ou seja, apontando o culpado na frente dos colegas. Há 30 anos isso não ocorre na PM do Rio.

As denúncias serão discutidas durante a reunião de avaliação da Secretaria de Segurança, que deve ocorrer nos próximos dias. A ideia da ouvidoria surgiu depois que Mário Sérgio soube das denúncias de moradores sobre furtos e roubos de objetos pessoais nas favelas dos Complexos da Penha e de Ramos.

O representante de vendas e pastor da Assembleia de Deus Ronai de Almeida Lima Braga Júnior, de 32 anos, foi até à 22ª DP (Penha) registrar o roubo de R$ 31 mil em dinheiro. Segundo vizinhos a soma teria sido roubada quando a casa em que o pastor mora, na Rua 16, foi invadida por um policial que usava farda preta, com o nome de Carlos e o tipo sanguíneo A positivo escritos no colete. A casa teria tido seu interior totalmente destruído.

Ronai somou o dinheiro que guardava com a quantia referente ao seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). À DP, Ronai levou três comprovantes nos valores de R$ 5.300, de R$ 10.520 e de R$ 4.729. Ele afirmou que recebeu a quantia há poucos dias e que não teve oportunidade de depositá-la. Imagens gravadas pelo repórter fotográfico Iano Andrade do jornal Correio Brasiliense, na manhã de segunda-feira, e veiculadas pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, mostram a revolta do pastor. Ele elogia a operação dizendo que ela é necessária, mas culpa pelo roubo a quem classificou de maus policiais.

"Eu entendo que tudo isso tem que acontecer para que se tenha uma melhora. Mas eu sou contra, estou revoltado com esses maus elementos que usam a farda para prejudicar o cidadão brasileiro", disse, visivelmente emocionado.

A delegada titular da 22ª DP, Márcia Beck, disse nesta segunda-feira à tarde que não havia sido notificada de nenhuma apreensão em dinheiro e que iria investigar a denúncia.

É costume entre os policiais da banda podre ficar com os pertences de traficantes após as operações. É o que eles chamam de "espólio de guerra". As imagens de duas TVs de LCD danificadas por tiros, além de outros eletrodomésticos destruídos na mansão do traficante Alexander Mendes da Silva, o Polegar, no Complexo do Alemão, durante a operação, têm um motivo: o bandido não queria que seus móveis fossem saqueados por policiais.




Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

Prepare-se! Querem invadir as igrejas

Thiago gomes É membro da AD no Benedito Bentes 1 e jornalista do portal AD Alagoas e do Ojornalweb


Dizer que a guerra contra os narcotraficantes acontece somente no Rio de Janeiro é um engano. Os alagoanos estão em constante batalha. Cito algumas lutas que temos: contra o analfabetismo, mortalidade materna e infantil, avanço das drogas, homicídios. E vou além: cristãos, se preparem!Querem invadir as igrejas evangélicas.

Quem? Há interessados no que está guardado nos templos? Demais, e como têm. Policiais militares já foram até chamados para ocorrências nas igrejas. Furtaram o som, o dinheiro e, pior, invadiram o culto, ameaçaram o pastor, os membros e apontaram armas.

Estamos seguros? A Bíblia diz que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja. Que Igreja é essa? É o organismo e não a organização. É o povo selecionado pelo Senhor, imaculado, intocável, que vai morar na eternidade de glória. Enquanto isso, a estrutura física fica à mercê da violência.

E a Assembleia de Deus em Alagoas já perdeu um ministro do evangelho para a falta de segurança. O pastor Esperidião de Almeida foi executado dentro do templo em Colônia Leopoldina em janeiro de 1963. O assassino dizia ser religioso e que estava cumprindo ordens do além para matar o pastor com várias facadas.

Um presbítero que esteve na congregação do Benedito Bentes 1, pregando para os adolescentes, revelou que por estes dias um que se dizia seguidor de Satanás entrou na congregação armado, parou o culto e fez um desafio ao dirigente. Se ele respondesse certo a uma pergunta ficaria livre da morte. Desta vez, não aconteceu o pior. O Espírito Santo arcou com a responsabilidade.

As nossas portas do templo estão bem guardadas? O serviço do Mestre nas recepções dos cultos está sendo bem executado? Todo tipo de ‘gente’ tem acesso ao interior da igreja? Questões que vocês mesmos devem responder. Claro que isso não vai acabar com a violência aos cristãos, mas evitaria alguns incidentes. Você não concorda?

Fiquem todos na santa paz do Senhor e que Ele nos guarde de todo o mal.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 30 de novembro de 2010

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Free to Believe: campanha para liberdade religiosa atinge momento-chave

INTERNACIONAL - Na terça-feira, dia 30 de novembro, as assinaturas da petição global da campanha Free to Believe da Missão Portas Abertas e Portas Abertas Internacional serão definitivamente contadas. No Brasil, ultrapassamos 65.000 assinaturas em 1 mês de campanha. No Reino Unido a meta foi ultrapassada e chegaram a 141.007 petições assinadas! O total global agora é uma espantosa soma de 368.000.

Na semana passada, todas as delegações nacionais das Nações Unidas foram notificadas sobre as manifestações de conscientização que foram geradas no mundo inteiro, para dizer SIM à liberdade religiosa e não à Resolução da Difamação de Religião.

Na próxima semana, a petição será apresentada em Nova Iorque, nas Nações Unidas. Essa apresentação será repercutida em todo o mundo, uma vez que presidentes e primeiros-ministros, políticos e diplomatas serão alertados para a preocupação que tem sido manifestada sobre esta questão.

O primeiro ministro britânico, David Cameron, disse: "Partilho a preocupação de que a Resolução da Difamação da Religião poderia ser usada como pretexto para limitar a liberdade de expressão e de perseguir as pessoas com base em suas crenças... Posso garantir-lhe que o Governo pretende votar contra esta resolução, sempre que for apresentada na Assembleia Geral da ONU e incentivará outros países a fazerem o mesmo... "

Nas próximas duas semanas, a Assembleia Geral da ONU votará sobre a Resolução.

Esta semana, uma ateia assinou a petição da Portas Abertas Internacional. "Eu considero que a proposta da ‘difamação da religião’ constituirá uma ameaça terrível... Se eu fosse alguém que orasse, definitivamente estaria orando para que ela seja descartada”, disse ela.

Pedidos de oração:

1.Ore pela redução decisiva no apoio a Resolução da Difamação de Religião quando for votada na Assembleia Geral da ONU, em dezembro.
2. Ore pela equipe da Portas Abertas Internacional que apresentará o resultado da petição em muitos lugares diferentes; ore para que a conscientização mundial sobre a liberdade religiosa seja levada em consideração e glorifique o nome de Deus.
3. Ore pelos nossos irmãos e irmãs que enfrentam atualmente opressão, como Asia Bibi, que enfrenta uma condenação à morte por blasfêmia no Paquistão e Said Musa julgado no Afeganistão; ore para que eles sejam fortalecidos no Senhor e encontrem a justiça e a liberdade.

“A oração é essencial nesta guerra em curso. Ore duro e longo. Ore por seus irmãos e irmãs." Efésios 6:18 (A Mensagem)


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Primeiras prisões de agressores a igreja em Bagdá


IRAQUE (17º) - Quase um mês depois de um dos piores ataques contra cristãos no Iraque, houve a primeira detenção, segundo um funcionário do ministério do interior no sábado, dia 27 de novembro.

Sob condição de anonimato, um funcionário falou à agência France-Presse que 12 membros do grupo responsável pelo ataque à igreja em 31 de outubro em Bagdá, foram presos.

O grupo militante sunita do estado islâmico do Iraque assumiu a responsabilidade pelo ataque contra os cristãos da Nossa Senhora da Salvação, igreja matriz católica de Bagdá. Os militantes invadiram a igreja durante uma missa vestindo coletes suicidas e fizeram cerca de 120 pessoas como reféns. Foram mortas 60 pessoas, principalmente cristãos, e outras dezenas ficaram feridos.

Desde então, os ataques anticristãos continuaram. Os líderes da igreja e da comunidade internacional condenaram os ataques.

O porta-voz da Segurança Nacional dos Estados Unidos Mike Hammer, disse em comunicado que a América condena veementemente os ataques terroristas no Iraque e ofereceram condolências às famílias das vítimas.

O Papa Bento XVI qualificou o ataque de "absurdo" e o Conselho Mundial de Igrejas também denunciou a violência.

Enquanto isso, a defesa dos direitos humanos diz que os extremistas estão concentrados em eliminar o cristianismo do Iraque.

"Uso a palavra religião para explicar às pessoas o que realmente está acontecendo no Iraque agora," disse Carl Moeller, presidente da Portas Abertas nos EUA.

O Alto Comissariado da ONU para os refugiados estimou no ano passado que, desde a invasão americana liderada no Iraque em 2003, até 500 mil cristãos deixaram o país. Anteriormente, cerca de 1,2 milhões de cristãos viviam no Iraque.



Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Cristão condenado por "blasfêmia" é apedrejado na prisão

Igreja no Paquistão


PAQUISTÃO (14º) - Em 29 de outubro, muçulmanos presos em uma prisão no noroeste da província de Punjab, no Paquistão, apedrejaram quase até a morte um cristão condenado injustamente de "blasfêmia", segundo o pai da vítima.

Imran Masih, de 19 anos e membro da Igreja Protestante do Paquistão (tradução livre), ainda se recupera no hospital distrital Hazro, onde foi admitido na Unidade de Terapia Intensiva no dia do ataque.

Ele trabalhava em uma barbearia de Hazro, perto de Attock, em julho de 2009, quando o proprietário, Nadeem Haider, o acusou de roubar 5.000 rúpias (60 dólares americanos).

O funcionário da delegacia de polícia local Junaid Mirza disse aos investigadores e a Compass Direct que Haider pagou o inspetor Jamal Khan da delegacia de Madina para torturar Masih. Haider e Khan, então aumentaram a acusação de blasfêmia contra Maomé, o profeta do islã, e a Corte do Tribunal Judicial de Risalat Khawaja (tradução livre) condenou Masih a 10 anos de prisão em 03 de agosto.

Em 29 de outubro Masih estava sentado após as orações de sexta-feira quando um grupo de presos começou a apedrejá-lo com as rochas dos campos da prisão, gritando que ele era um blasfemo e deve ser morto.

Haider disse no mês passado ao pai de Masih, Basharat Masih, que garantiria que o filho não sairia vivo da prisão. O ancião Masih suspeita de Haider e Khan como arranjadores do apedrejamento.




Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Pr. Marcos Pereira elogia ocupação militar nas favelas do Rio

Pastor Marcos Pereira (lado esquerdo)

Líder ganhou mídia ao mediar conflitos semelhantes entre policiais e bandidos


O pastor da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (Adud) , Marcos Pereira, comemorou a ocupação da polícia ao Complexo do Alemão neste domingo, dia 28. O Dia D para o Rio de Janeiro culminou na apreensão de 40 toneladas de maconha. Marcos Pereira, que ganhou mídia ao mediar conflitos semelhantes entre policiais e bandidos, disse que enviou equipe ao morro.

Apesar, segundo ele, do governo não considerar oficial a negociação de Marcos Pereira, a equipe da Adud esteve na madrugada no Complexo do Alemão. Segundo divulgou Pereira alguns traficantes aceitaram o apelo e se renderam. “O governo teve atitude em tomar aquele espaço tomado por algo satânico”. Marcos Pereira disse que ficou não muito tempo no local para não ser acusado de oportunista pela mídia.

Segundo ele o instituto está dando assistência no local através de voluntários e comemorou o não derramamento de sangue durante a ocupação. “Cocaína é droga. Algo espiritual. Material bélico, não. Autoridades competentes precisam impedir que isto cheguem às mãos dos traficantes”, declarou.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Casa de traficante no Alemão vira ponto turístico e é depredada

Piscina de traficante: agora a alegria da criançada do morro



Policiais abrem mansão de um dos bandidos e crianças se divertem

Policiais transformaram a casa de um dos chefes do tráfico do Alemão em uma espécie de ponto turístico - com direito a fotos e depredação. Todos queriam conhecer os detalhes do triplex no alto do morro, na Rua Gente Boa. Um sistema de ar-condicionado central deixava toda a casa com uma temperatura agradável de 21ºC. "Desse jeito, vale a pena ser vagabundo", disse um policial ao conhecer o quarto do casal: banheira de hidromassagem e TV de LCD.

A TV foi atingida por balas. Geladeira, fogão e teto de gesso foram destruídos - não se sabe por quem. No último piso, uma área de lazer com uma piscina. Policiais fizeram várias sessões de fotos. Ao irem embora, eles 'deram' a casa a um grupo de crianças. Elas acreditaram. "Vou morar aqui", disse uma delas, antes de cair na água. Outro grupo de policiais chutava objetos por onde passavam.

OPERAÇÃO

A polícia ocupou o Complexo do Alemão praticamente sem resistência dos traficantes na manhã de domingo (28), após uma série de atentados ocorridos na cidade desde o dia 21, com 106 veículos queimados. Na quinta-feira, policiais já tinham entrado na Vila Cruzeiro, favela vizinha ao complexo.

A secretaria divulgou uma estimativa de que 20 pessoas foram presas no domingo, com a utilização de 2.700 homens das polícias Militar e Civil, além das Forças Armadas. O balanço parcial também aponta que foram apreendidos de 50 fuzis e 40 toneladas de maconha. Não foi divulgado o número de mortos e a quantidade de cocaína apreendida.

Até as 13h deste domingo, havia o registro de pelo menos 50 pessoas mortas na onda de violência que começou há uma semana. Deste total, foram 36 mortes de suspeitos registradas pela PM, 7 mortes registrados pela Polícia Civil e 7 registradas pelos hospitais públicos do Rio.




Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

RIO| Convencido pela mãe evangélica, traficante se entrega à polícia

Mr. M se entregou ontem à polícia


Mãe de dez filhos, o sonho dela era ver o filho Diego, o "Mr. M", longe das drogas e do tráfico

Convencido pela mãe evangélica, o traficante Diego Raimundo da Silva Santos, o "Mister M", se entregou à polícia. Ele é apontado como braço direito do chefe do tráfico no Complexo do Alemão, Luciano Martiniano da Silva, o Pezão. "Eu aproveitei a oportunidade porque nunca aceitei meu filho nessa vida. Conversei com ele, que aceitou. O irmão dele é cristão e o convencemos. Falei: Diego, vamos com mamãe para casa. Ele respondeu que não, pois iriam prender ele. Disse, então, para ele ir comigo e com o irmão pois nós iríamos levá-lo na delegacia. Agradeço a Deus, agora é nova vida", contou a mãe.

O delegado titular da 6ª DP (Cidade Nova), Luiz Alberto Cunha de Andrade, revelou que a mãe de Mister M procurou policiais da sua equipe, que chegaram a trabalhar por cerca de dois anos e meio na delegacia de Irajá. Lá, Nilza já havia procurado a polícia algumas vezes para tentar entregar o filho, mas Diego ainda não tinha se convencido.

"Ela procurou a 38ª DP (Irajá) e descobriu que estávamos na 6ª DP. Foi quando Nilza nos procurou e disse que ele queria se entregar, mas que tinha medo que acontecesse algo no caminho até a delegacia. Mister M saiu da Favela da Grota, no Complexo do Alemão, dentro de uma kombi com a mãe, os irmãos e pastores evangélicos. Encontramos com eles próximo à Avenida Lobo Júnior, na Penha, e seguimos para a delegacia por volta das 15h", explica o delegado.

Diego teria dito aos policiais que queria parar com a vida no tráfico, que não queria continuar depois de ter visto o aparato da polícia. Na delegacia, Mister M recebeu a visita do coordenador do AfroReggae, José Júnior. Nilza espera que os outros traficantes também se entreguem. "Desejo que todos se convertam, larguem isso porque contra a força não há resistência. Eu nunca vi isso, tanque de guerra, meninos jovens... foi uma bênção de Deus tudo ter dado certo", disse a mãe do traficante.




Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

CPAD News traz relato de assembleiano dentro da favela tomada pelos militares

Moradores passam por tanque do exército durante operação militar no Complexo do Alemão


Diante do clima de terror, cultos da Assembleia de Deus foram cancelados

Ruas vazias, comércios fechados, moradores presos em suas próprias casas e bandidos armados pelas ruas aguardavam o confronto com a polícia. Enquanto relatava essa situação à equipe do CPAD News, o morador da comunidade Nova Brasília, no complexo do Alemão, estava a apenas 7 metros dos traficantes.

O morador que não quis se identificar é membro da Assembleia de Deus em Itaóca (RJ), liderada pelo pastor José Rodrigues. Ele conversava no terraço de sua casa, e, mesmo por telefone, era possível ouvir tiros e gritos dos bandidos que estavam no portão de sua casa.

Quando a polícia invadiu a favela, o morador estava em casa e viu todos os 250 bandidos cruzarem o morro em direção ao Complexo do Alemão. “Foi uma cena assustadora porque vi o perigo sair da Vila Cruzeiro em direção a minha casa. Fico com medo, pois tenho dois filhos pequenos. Desde ontem estamos trancados nas nossas casas e minha esposa que tem um pequeno comércio na comunidade teve que fechar”, conta ele.

A AD em Itaóca que tem duas congregações dentro do Complexo do Alemão deve cancelar seus cultos nas áreas de risco. Já a AD de Bonsucesso, liderada pelo pastor Jaime Soares, que tem oito congregações, cancelou os cultos.

Para o presidente da AD em Itaóca, José Rodrigues, o clima na região é de tensão e isso fez com que os crentes não saíssem de casa para trabalhar nem para ir ao culto. “Com essa troca de tiro entre os bandidos e os policiais, os cultos ficarão prejudicados tanto na cooperação quanto nas finanças, porque muitos irmãos têm comércios e não puderam abri-los”.

A igreja da Itaóca não vai subir o morro para oferecer ajuda aos irmãos para não colocar a vida dos membros em risco, mas garante que quem procurar a igreja será atendido. “Não podemos entrar no Complexo, mas estamos em oração nas casas e no templo. Creio que ainda essa semana as coisas vão melhorar, mas temos que trabalhar com muita prudência. Deus está conosco e vamos vencer”, revela pastor José Rodrigues.

Livre do tráfico

Enquanto os irmãos do Complexo do Alemão vivem dias de angústia, os cristãos da Vila Cruzeiro estão mais tranquilos. “Eles agradeceram a Deus pela invasão, porque não aguentavam mais. Estavam sofrendo a muito tempo nas mãos do tráfico”, revela o pastor Wilson Barbosa, dirigente da congregação de Olaria, que tem mais de 100 membros, muitos deles moradores da Vila Cruzeiro.

Mas quem pensa que os irmãos ficaram trancados em suas casas durante a invasão, estão completamente enganados. Na quarta-feira foi dia de culto e na quinta-feira oração. “Me surpreendi com a quantidade de irmãos que foram à igreja. Já estávamos em oração desde o início do mês, agora vamos acrescentar mais um motivo, que é a paz no Rio”.

Pastor Wilson diz que a Vila Cruzeiro tinha muitos bandidos da própria comunidade e todos os dias chegam novos bandidos vindo de outras localidades. “Acredito que agora as coisas vão ficar mais tranquilas na comunidade, mas a polícia tem que permanecer no local, pois se eles saírem as coisas ficarão piores do que antes, pois a marginalidade vai voltar, vão ver onde erraram e com certeza ficarão bem mais fortes”.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Com ajuda de pastor, líder do AfroReggae conversa com traficantes



Pastor Rogério Menezes é conhecido por intermediar conflitos com traficantes


No Twitter identificado como o do coordenador do AfroReggae José Junior, o líder do grupo teria afirmado que já tem homens se rendendo no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. "Já tem gente se entregando espontaneamente", dizia mensagem publicada no programa.

O líder do AfroReggae também teria postado mensagens em que falou sobre sua entrada na favela. "Estou com o pastor Rogerio, Chechena, JB, Cristiano, Bororo e equipe. Viemos por livre e espontânea vontade. Todos os riscos são da nossa responsabilidade.".

Pastor Rogério, a quem o líder do AfroReggae se refere, é Rogério Menezes, conhecido por intermediar conflitos com traficantes. "Pastor Rogerio é o cara que mais salvou vidas que eu conheço. Muitas inclusive na Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão. Homem de Deus", afirmou.

Desde que entrou na favela, na no início da tarde deste sábado (27), José Junior estaria mandando informações sobre as negociações para que os criminosos se rendam por meio do Twitter. Junior também teria afirmado que alguns policiais foram convidados a acompanhar o grupo. "Também convidamos alguns policiais e vi que todos querem resolver da melhor maneira possível." E falou sobre o sentimento de participar das negociações. "Nessas horas que sentimos a presença de uma força muito maior que nos magnetiza em prol de uma energia maior".

O líder do AfroReggae ainda afirmou que confia no governador Sérgio Cabral. "Confio. Admiro e Respeito muito o @SergioCabralRJ", escreveu. O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) também está a caminho do Complexo do Alemão, onde vai encontrar José Júnior. “Nosso objetivo é negociar para evitar o confronto entre a polícia e os traficantes, que pode gerar um banho de sangue e atingir muitos inocentes”, afirmou Freixo, que já atuou como mediador em rebeliões em presídios do Rio e inspirou o personagem Diogo Fraga, também deputado em “Tropa de Elite 2”.

O grupo cultural Afroreggae foi criado em 1993 com o objetivo de oferecer atividades educacionais e artísticas a jovens moradores de favelas. A organização não-governamental se instalou na favela de Vigário Geral, na zona norte, em setembro de 1983, um mês após uma chacina que vitimou 21 moradores da comunidade. Hoje a entidade oferece aos moradores da região oficinas de percussão, capoeira, reciclagem de lixo, vídeo e dança afro, entre outras.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

"Vencemos, trouxemos a paz", diz comandante da operação no Alemão

Comboio do Exército chega ao Complexo do Alemão


Meta é revistar todas as casas do Complexo do Alemão no Rio


"Vencemos, trouxemos a paz ao povo do [Complexo do] Alemão", afirmou o comandante-geral da PM do Rio de Janeiro, coronel Mário Sérgio Duarte, sobre a invasão ao conjunto de favelas localizado na zona norte da capital nesta manhã.

A operação continua, no entanto, e ainda se escutam muitos tiros no local. As ordens de Duarte para quem está subindo o morro é revistar todas as casas e utilizar cães farejadores onde for necessário. "Posso te garantir que 80% do Complexo do Alemão já está tomado", contabilizou o coronel Marco Alexandre, comandante do 5º Comando de Policiamento de Área do sul-fluminense, por volta das 9h30 deste domingo.

Curiosos não param de chegar ao entorno do 16º BPM, em Olaria, para acompanhar a movimentação. O clima no local é de tranquilidade e confiança. "A gente passou anos se sentindo acuado e agora parece que fomos libertos", falou à Folha o aposentado Amós Gama, de 59 anos.

Emocionado, ele veio ao Batalhão agradecer aos agentes pelo trabalho realizado no Complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro. "Obrigado por tudo que vocês estão fazendo por nós", disse Amós abraçando o coronel Lima Castro, da comunicação da PM.

Bandeira hasteada

Policiais hastearam a bandeira do Brasil no largo dos Coqueiros, no alto do Complexo do Alemão, perto do teleférico que está sendo construído dentro do plano de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

A operação policial iniciada às 7h contou com a participação de cerca de 26000 homens das polícias militar, civil e federal, além de soldados do Exército e da Marinha. Também atuam no Complexo do Alemão mais de 15 blindados da Marinha e 12 da PM.

Reféns

O capitão Ivan Blaz, relações-públicas do Bope, confirmou que há famílias feitas reféns por traficantes no interior do Complexo do Alemão. Segundo ele, policiais estão vasculhando todas as ruas e buscando prender criminosos. "Como não houve confronto, os marginais covardemente não cumpriram o que falaram durante a semana", afirmou. Ele ainda disse ser possível que parte dos traficantes tenha usado a rede de esgotos para se esconder e tentar fugir.A

Governador

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), destacou a união de forças para combater o tráfico no Rio de Janeiro. Ao comentar a invasão ao Complexo do Alemão, conjunto de favelas localizado na zona norte da capital, ele agradeceu ao apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Defesa, Nelson Jobim. "Não tenha dúvidas que esse trabalho é de médio e longo prazos. Dissemos isso desde o inicio", afirmou em entrevista à GloboNews.

Cabral lembrou ainda que o secretário de segurança do Rio, José Mariano Beltrame, "nunca escondeu que temos um trabalho que tem como principal objetivo recuperar 30 anos de abandono, de populismo". Isso teria levado, segundo ele, "a uma situação de falência política, de crise social, que estamos recuperando". O governador declarou ainda que a ação deste domingo permitiu virar "uma página na história do Rio de Janeiro", com "um passo decisivo para a nossa política de segurança pública".


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

Com medo da violência, evangélicos faltam aos cultos durante guerra no RJ


Os pastores esperam que neste domingo a freqüência já volte ao normal

As Igrejas Evangélicas tiveram sua rotina alterada desde o início da ocupação do Morro do Cruzeiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Até esta sexta-feira, dia 26, segundo balanço da Polícia Militar, 35 pessoas já haviam morrido no confronto entre policiais e traficantes. A Assembleia de Deus Vitória em Cristo, na Penha, e suas congregações na região, fecharam suas portas durante dois dias. Os pastores esperam que neste domingo a freqüência já volte ao normal.

De acordo com pastor Ivanildo de Andrade, da AD Vitória em Cristo, na Penha a Igreja está à semana toda em oração “O papel da igreja é orar, estamos empenhados nisso”, falou. Na quarta-feira, dia 24, as congregações não abriram, pois ninguém conseguiu chegar aos templos. “Pelo andar dos acontecimentos, creio que no fim de semana estará normalizado. O culto de domingo irá acontecer normalmente”.

Nesta sexta-feira 800 homens da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército enviados ao Rio de Janeiro pelo Ministério da Defesa já participaram do cerco às favelas do Complexo do Alemão, na zona norte. Centenas de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), agentes da Polícia Federal e fuzileiros navais também estão no local.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

TENSÃO NO RIO| "Quem quiser se entregar, faça-o agora", diz PM no Alemão

Moradores passam por tanque do exército durante operação militar no Complexo do Alemão


Tanques estão posicionados nesse momento para a tomada de mais favelas pela força policial

O comandante-geral da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, disse na manhã deste sábado (27) que a entrada da polícia no Conjunto de Favelas do Alemão pode acontecer a qualquer momento. "Estamos do lado de fora por pouco tempo", afirmou ele durante entrevista coletiva no 22º BPM (Maré).

“Não vamos recuar da decisão de pacificar o Rio. Estamos chegando aos momentos finais para alcançar os traficantes que estão no Alemão”, afirmou Duarte, que fez um apelo para que os traficantes se rendam: "Quem quiser se entregar, faça-o agora".

De acordo com ele, não há hipótese de os criminosos saírem bem sucedidos desta operação. Duarte disse ainda que não acredita ainda em uma união entre facções criminosas da Rocinha e da Vila Cruzeiro e garantiu que está mantendo o cerco para onde os bandidos possam fugir.

Ainda neste sábado, a polícia divulgou o balanço do número de apreensões na Vila Cruzeiro na sexta-feira (26). De acordo com a assessoria da polícia, foram encontradas 6 metralhadoras, 4 espingardas, 39 tabletes de maconha, 220 papelotes, 111 sacolés e 15 tabletes de cocaína, uma bomba caseira, um colete a prova de balas, um uniforme camuflado, uma máquina de contagem de cédulas e uma bomba caseira.

Desde sexta, cerca de 800 homens do Exército cercam a favela, junto com policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Neste sábado, os agentes intensificaram as blitzes e revistas no local. Além de pedestres, veículos de passeio, táxis e até caminhões de lixo são revistados. Nesta manhã, era possível ouvir alguns tiros no local.

Homens do Exército apreenderam na região uma mochila com mais de 30 mil dólares, segundo o Comando Militar do Leste. Dois homens foram baleados após furarem o cerco policial no entorno da favela . Segundo a polícia, eles estavam envolvidos na queda de um helicóptero da polícia ano passado no Morro dos Macacos, também na Zona Norte da cidade, e seriam chefes do tráfico no local. As informações são da Polícia Militar.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010


Confronto entre cristãos e polícia deixa mais um morto no Egito

Manifestante grita para policiais em protesto contra discriminação religiosa no Egito


Dezenas de pessoas ficaram feridas nos confrontos no Cairo

Um egípcio cristão que havia sido ferido durante confrontos com a polícia antichoque esta semana morreu, aumentando para duas as vítimas dos protestos por causa da construção de uma igreja. Malak Mubarak, 25, morreu nesta quinta-feira no Hospital Al Ahram.

Dezenas de pessoas ficaram feridas nos confrontos no distrito de Giza, no Cairo, quando cerca de 3 mil cristãos coptas jogaram pedras contra policiais depois que as autoridades impediram a construção da igreja. As autoridades impediram as obras da igreja, embora os coptas tenham afirmado que possuíam uma autorização oficial.

O governador de Giza, Sayyed Abdel Aziz, afirmou que os cristãos aparentemente usaram um alvará destinado a um centro social para construir uma igreja. Os cristãos, porém, afirmam que tinham o alvará correto e continuarão a construir a estrutura de três andares. Os cristãos são cerca de 10% dos 79 milhões de habitantes do Egito.



Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 29 de novembro de 2010

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Advogados evangélicos discutem liberdade religiosa

Encontro promovido pela Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB SP


A Universidade Presbiteriana Mackenzie foi o local escolhido para sediar a quarta edição do encontro Estadual dos Advogados Evangélicos e a Liberdade Religiosa.

O encontro, promovido pela Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB SP e com apoio do Departamento de Cultura e Eventos da OAB, reuniu advogados, representantes religiosos e pastores de diversas denominações.

Na cerimônia de abertura do encontro, a presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa, Damaris Dias Moura Kuo, agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância do assunto no Brasil hoje. “Nós sentimos que verdadeiramente o tema da liberdade religiosa ganhou a sociedade e certamente pode ser considerado talvez a maior agenda do século XXI” afirmou Damaris.

Em seu discurso doutora Damaris ressaltou que a criação da Comissão é uma iniciativa pioneira e vanguardista, já que foi a primeira comissão criada pela federação da OAB para defender a liberdade religiosa no Brasil. “Há 12 anos a intolerância religiosa me alcançou e desde então eu não posso mais me permitir a não lutar pela liberdade da religião onde eu estiver. Consideramos esse assunto importante porque no exercício da nossa cidadania nós estamos nos importando com alguém“ finalizou Kuo.

A abertura também foi marcada pela devocional do Capelão da Universidade Mackenzie, Reverendo Fernando de Almeida e a apresentação musical da cantora lírica Liriel.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Igrejas da Coreia do Sul oram pela paz após ataque

Conselho de Missões Mundiais garantiu apoio e orações


Igrejas da Coreia do Sul estão orando por um fim pacífico para as atuais hostilidades após o ataque da Coreia do Norte na ilha de Yeonpyeong.

A Coreia do Sul deve ponderar a sua resposta depois que a do Norte disparou dezenas de granadas de artilharia na ilha fronteira na terça-feira, matando dois civis e dois soldados e destruindo lojas e casas.

O secretário-geral do Conselho Cristão da Coreia, o reverendo Kim Woon-tae, disse que está orando pela paz, estabilidade e cooperação para evitar a tensão na península dividida.

O presidente Barack Obama disse que os EUA estão prontos para ficar "ombro a ombro" com a Coreia do Sul. O Ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, "condenou firmemente" o ataque.

Enquanto a Coreia do Norte alertou sobre mais ataques se for provocada pela Coreia do Sul, Seul está olhando para que a China utilize a sua influência no Norte, um grande parceiro comercial.

Seul deve apoiar a defesa da ilha e os seus militares devem começar os exercícios com os EUA nos próximos dias.

O Conselho de Missões Mundiais tem escrito para a Igreja Presbiteriana da Coreia (PCK), uma de suas 31 igrejas-membro, garantindo o seu apoio e orações.

O Secretário-Geral do CMM, o Drº Des, disse: “nós oramos pela paz e, especialmente, para o conforto de Deus para acompanhar os parentes e amigos daqueles que foram mortos e as pessoas que foram feridos e traumatizados pelos ataques".


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Pastor José Wellington recebe título de Cidadão São Carlense

Culto solene foi realizado na AD São Carlos


Em noite de festa (segunda, dia 22/11/2010) com a seção da câmara municipal de São Carlos instalada nas dependências da Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Ministério do Belém - SP, pastor José Wellington Bezerra da Costa, pastor presidente da CGADB recebeu o titulo de Cidadão Honorário de São Carlos.

No culto solene estavam presentes os membros da igreja, o ministério, pastores da região, autoridades e empresários. Representando o prefeito Oswaldo Barba, estava o doutor João Batista Muller; e representando o governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin, estava o doutor Paulo Altomani.
O pastor Eli de Souza Martins, líder da AD São Carlos, fez uma homenagem ao pastor José Wellington, como líder nacional e exemplar e ressaltou sua importância para a igreja.

O homenageado falou sobre o início da AD no Brasil, destacou que tudo começou com os pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren, em 18 de junho de 1911, emocionando os presentes. A instalação da seção da câmara não impediu a manifestação da glória de Deus e a presença do Espírito Santo, de forma poderosa.

Um coral de dirigentes e obreiros, regido por Paulo Marques Henrique, acompanhado pela Orquestra Harmonia Angelical, regido por Erick Maziero, prestigiou a solenidade, elevando ao Senhor um Louvor em gratidão por suas obras.

Um documentário apresentou o cenário atual da igreja em São Carlos, apresentando suas congregações, seus missionários, obras assistenciais (como o centro de Inclusão digital) e últimas realizações (como a aquisição de uma área de mais de 16000 m² na Rodovia Washington Luiz).

A iniciativa da honraria partiu do vereador e médico Normando Lima (PSDB), autor do Decreto Legislativo Nº 707, aprovado por unanimidade.

Pastor José Wellington Bezerra da Costa é líder da Assembleia de Deus (AD) no Belenzinho e também da CONFRADESP - Convenção da AD do Ministério do Belém em São Paulo foi reeleito pela nona vez como Presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus” da SBB continuará em 2011

Campanha teve início em junho de 2009 e se encerraria no final de 2010


Lançada em junho de 2009, a campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus”, em torno da audição do Novo Testamento e que se encerraria no final de 2010, continuará em vigor ao longo de 2011.

Até o final de outubro último, tinham sido formados perto de 6,2 mil grupos de audição do Novo Testamento, num total aproximado de 71 mil participantes. Além disso, para ouvir a Palavra de Deus, foram distribuídos aos grupos inscritos aproximadamente 14,5 mil exemplares da Bíblia em áudio, gravada no formato MP3. O material contendo o Novo Testamento está disponível em três traduções: Almeida Revista e Atualizada (ARA), Almeida Revista e Corrigida (ARC) e Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH).

“Em 2010, percebemos que cresceram o envolvimento e receptividade das igrejas com a campanha. Muitas aderiram. Agora, para 2011, acredito que haverá mais adesões do que nos anos anteriores”, vislumbra o coordenador nacional da campanha, Eude Martins.

Engaje sua igreja e participe desta campanha!



Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Polícia suspende construção de igreja no Egito e entra em atrito com cristãos

Protesto ocorreu na quarta-feira em Cairo. Uma pessoa morreu no confronto.


Centenas de cristãos realizaram protestos violentos nesta quarta-feira, 24, em Cairo, no Egito, depois que a polícia suspendeu a construção de uma igreja. Uma pessoa morreu nos incidentes, que mostram as tensões sectárias no país africano.

Carros e janelas foram depredados. Os manifestantes ainda tentaram invadir um prédio da administração municipal. A polícia entrou em conflito com os manifestantes no local de obras da igreja pela manhã. Horas depois, o palácio do governador foi atacado em represália.

Um cristão foi baleado e morreu ao chegar no hospital, segundo a agência oficial Mena. Ainda segundo a agência, 68 pessoas ficaram feridas e 133 foram presas. Dois padres foram convocados pela Promotoria Geral para um interrogatório.

Os cristãos compõem cerca de 10% da população de 80 milhões de egípcios e os conflitos geralmente ocorrem por conta das construções das igrejas.

Segundo o governo, a suspensão das obras foi determinada desta vez porque não havia licença. “A decisão foi tomada porque as obras violavam as normas de segurança e porque eles tentava, transformar o prédio em um local de orações ilegalmente”, afirmaram as autoridades por meio de nota.

Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Evento missionário em São Paulo

Participantes receberam treinamento sobre evangelização e depois foram às ruas para colocar em prática o que aprenderam


Em mais uma edição do congresso Hoje É Dia de Missões, A Junta de Missões Nacionais esteve representada na Igreja Batista em Vila Antonieta, em São Paulo, quando levou a comunidade informações dos campos e testemunhos missionários.

Os membros da Igreja, além de ouvir uma palavra do casal Gilmar e Jádima Barbosa, obreiros entre os ciganos, receberam treinamento sobre evangelização a partir do testemunho pessoal, tendo como instrutores os gerentes regionais de SP, pr. Exequias Cerqueira Santos e Maria Helena Leão Santos. Após o período de instrução, a igreja foi às ruas para colocar em prática o que os membros aprenderam.

A partir das 18h, iniciou-se uma grande noite de celebração a Deus, que contou com a participação do pastor Humberto Machado, coordenador da Missão Batista Cristolândia. Sua mensagem levou ânimo e desafiou vidas a um maior compromisso com Missões.

O congresso Hoje É Dia de Missões vem com a proposta de levar uma programação diferenciada aos cultos dominicais. As igrejas que decidem realizar o evento passam o dia aprendendo mais sobre a obra missionária e praticando evangelismo.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Cristãos são os fieis mais perseguidos entre as religiões, segundo relatório

Documento indica que Igreja foi praticamente extinta na Coreia do Norte


Um relatório da Fundação "Ajuda à Igreja que Sofre" (AIS) revela que o número de violações à liberdade religiosa tende a aumentar, e que a intolerância em relação aos cristãos está crescendo, até mesmo nos países ocidentais.

No relatório de 2010 sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, que analisa a situação em 194 países, a AIS considera particularmente preocupantes "as discriminações com base na religião, em especial na área de predomínio islâmico, e a hostilidade face à religião com motivações políticas".

O documento elenca cerca de 20 países onde ocorrem "graves restrições ou muitos episódios de intolerância social ou legal ligados à religião": Arábia Saudita, China, Coreia do Norte, Cuba, Egito, Índia, Irã, Iraque, Maldivas, Mianmar, Paquistão, Somália e Sudão, entre outros.

O relatório indica que Igreja foi praticamente extinta na Coreia do Norte, enquanto nas ilhas Maldivas, a prática do Cristianismo é proibida. A intolerância religiosa continua a aumentar e os cristãos têm sido as principais vítimas, segundo dados oficiais.

Dados da agência missionária de notícias FIDES, da Congregação para a Evangelização dos Povos, revelam que 75% das perseguições registradas têm como alvo os cristãos.

As perseguições acontecem por várias razões: ódio religioso, como no Iraque ou no Paquistão; ou motivos políticos, como na China e na Coreia do Norte, por exemplo, onde a comunidade cristã já foi praticamente extinta.

"Na Coreia do Norte, podemos falar de um dos casos mais extremos de extermínio da comunidade cristã, segundo a agência AsiaNews, especializada nessa área do mundo."

Mais surpreendente é o caso das Maldivas: essa meta turística, muito procurada em virtude de suas praias paradisíacas, proíbe os cristãos de expressarem sua fé.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Cristãos seguem presos pelo justiça em cidade africana

Entre os presos estão sete mulheres que trabalhavam em escritórios governamentais


Autoridades de segurança da Eritreia prenderam 37 cristãos na cidade portuária de Assab no domingo, dia 14 de novembro. Entre os presos estão sete mulheres que faziam o seu Serviço Nacional em diversos escritórios governamentais. Uma delas está com sete meses de gravidez, e estão todos detidos na detenção da cidade.

A prisão ocorreu em seus locais de trabalho e escolas. Os nomes dos presos apareceram em uma lista que os agentes de segurança tinham com eles, indicando uma campanha bem organizada contra os cristãos que continuam suas atividades religiosas fora do Governo que aprovou a fé ortodoxa, católica, luterana e islâmica.

Fontes disseram que detenções semelhantes ocorreram há duas semanas em Mendefera, Adi-Kuala, Dekemhare e Debarewa. Pelo menos 49 pessoas foram detidas. As autoridades também confiscaram televisores e receptores para punir os presos por assistirem o chamado “canal de Deus”, um programa cristão de televisão.

O governo também começou a colocar pressão sobre o clero das religiões sancionadas por ele.

Três semanas atrás um pastor da igreja luterana, o pastor Zenawe, foi preso. Então, a Igreja Anglicana, que tem trabalhado sob a asa da Igreja Luterana, foi informada a não permitir que pastores estrangeiros preguem em seus púlpitos nos cultos em inglês. O sacerdote dos quatro grupos foi também notificado a esperar a próxima rodada de treinamento militar programada para iniciar em Sawa, no Centro de Formação Militar, em janeiro de 2011.

Esses grupos reconhecidos até agora estão isentos na sua maioria de interferências por funcionários de segurança.

Enquanto isso, os líderes da igreja indicaram que podem agora contar cerca de 970 prisioneiros pela sua propagação de fé, nas detenções pela África. No entanto, eles dizem que pode haver cerca de 600 cristãos desconhecidos a eles que sofrem nas mesmas condições brutais por causa de sua fé.


Fonte:http://www.cpadnews.com.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Relatório analisa liberdade religiosa em 194 países

INTERNACIONAL - A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) apresentou dia 23 de Novembro, o Relatório 2010 sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, que analisa a situação de 194 países entre Janeiro de 2009 e os primeiros meses deste ano.

A versão portuguesa é apresentada na Biblioteca da Igreja de S. Nicolau (Chiado), Lisboa, pelas 16h00.

A publicação, com mais de 500 páginas, registra os casos mais dramáticos no período estudado em várias nações onde a liberdade de culto é negada das maneiras mais violentas e nas quais os crentes são perseguidos, em alguns casos até à morte.

No Iraque, por exemplo, a violência anticristã não parou em 2009 e na primeira metade de 2010, com momentos de “real perseguição”. “Grupos armados entram em bairros onde vivem os cristãos e matam indiscriminadamente toda a gente que se atravessa no seu caminho”, declarou Mons. Philip Najim, representante da Igreja Caldeia na Santa Sé.

O Paquistão é outro dos pontos críticos e mais mediáticos: em 19 de Julho de 2010, Rashid Emmanuel e Sajid Masih Emmanuel, dois irmãos cristãos que estavam a ser julgados depois de serem acusados de blasfêmia, foram mortos a tiro à saída do tribunal.

Outras situações registradas arrastam-se no tempo: no Egito, durante os últimos trinta anos, foram assassinados cerca de 1800 cristãos e foram perpetrados cerca de 200 atos de vandalismo contra propriedades destas pessoas, sem que ninguém fosse levado perante um tribunal.

O estudo assinala que a perseguição religiosa aumenta em todo o mundo e fala em graves limitações à liberdade de culto e de consciência, para além de limitações legais à liberdade religiosa e episódios de repressão legal.

Quanto a Portugal, assinala-se que as relações com a Igreja Católica são reguladas pela Concordata de 2004. Com as restantes confissões religiosas, a Lei da Liberdade Religiosa, de 2001, prevê a possibilidade de o Estado celebrar acordos diferenciados. Até Julho de 2010, tinha sido atribuído o estatuto de “confissão religiosa radicada” a 48 igrejas ou grupos religiosos diferentes.

O Relatório foi compilado com o apoio de um grupo de investigadores, acadêmicos e jornalistas que agregaram e tornaram disponível informação derivada principalmente de fontes internacionais, de relatórios de vários grupos religiosos diferentes e de depoimentos de testemunhas nos locais.

As estatísticas indicadas são obtidas a partir de uma variedade de fontes que foram escolhidas com base na sua credibilidade e integridade.


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Egito prende 156 após protesto por construção de igreja

EGITO

EGITO (20º) - A procuradoria-geral egípcia determinou a prisão de 156 manifestantes envolvidos em confronto com policiais depois de as autoridades proibirem a construção de uma igreja num subúrbio do Cairo, disse a agência estatal de notícias Mena na quinta-feira.

Um cristão morreu e dezenas ficaram feridos na quarta-feira em Gizé, quando cerca de 3 mil cristãos coptas apedrejaram fileiras de policiais. Os agentes os rechaçaram, e muçulmanos também atiraram pedras nos cristãos por detrás do cordão de segurança.

O procurador-geral decidiu manter os 156 manifestantes detidos durante 15 dias, sob suspeita de incitarem o confronto, disse a Mena. A reportagem não esclareceu se o grupo foi formalmente indiciado.

Os cristãos compõem 10 por cento dos 79 milhões de habitantes do Egito. Na quarta-feira, alguns deles fizeram uma manifestação perto da igreja, e outros junto à sede regional de governo em Gizé.

O Ministério do Interior disse que pelo menos 112 manifestantes foram detidos na região de Gizé, onde as autoridades suspenderam a construção de uma igreja, embora os coptas digam ter uma autorização oficial.

Entidades de direitos humanos disseram que 30 advogados foram barrados quando tentavam acompanhar o interrogatório de 120 manifestantes na noite de quarta-feira.

Cinco advogados depois conseguiram entrar na sede da procuradoria e receberam autorização para acompanhar os depoimentos, mas não para conversar reservadamente com os presos, segundo nota da entidade Iniciativa Egípcia Pelos Direitos Pessoais.

A nota acrescenta que as autoridades se recusaram a registrar as queixas dos advogados sobre a validade dos procedimentos, e que também ignoraram lesões sofridas por alguns dos acusados.

O governador de Gizé, Sayyed Abdel-Aziz, disse que os cristãos aparentemente se aproveitaram de uma autorização para construir um centro social, e pretendiam construir uma igreja em vez disso.

Os cristãos dizem que têm a permissão correta e que irão continuar construindo a estrutura, que tem três andares e uma cúpula.


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Seminaristas fazem greve por temer intromissão oficial

CHINA


CHINA (13º) - Cerca de 100 seminaristas no norte da China, na província de Hebei, estão em greve em protesto contra o governo, que nomeou um funcionário público não cristão como seu vice-reitor. Eles dizem temer que o governa intervenha na gestão do seminário.

O seminário já teve um oficial como professor de política nos últimos anos, mas esta é a primeira vez que um oficial indicado pelo Governo ocupa um cargo de gestão.

A disputa em Shijiazhuang, no seminário católico e filosófico de Hebei (tradução livre), iniciou há quase duas semanas.

Durante uma visita ao seminário em 11 de novembro, os funcionários da equipe de Assuntos Étnicos e Religiosos de Hebei anunciaram que o seu chefe de seção, Tang Zhaojun, se tornaria o vice-reitor e professor de política de uma classe.

Enquanto os funcionários públicos retornavam em 17 de novembro para negociar com a direção do seminário, os seminaristas marcharam no pátio, gritando mensagens como "queremos ir para a aula" e "queremos uma reunião com a diretoria."


Fonte:http://www.portasabertas.org.br/
Postado em 26 de novembro de 2010

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More