Igreja Sede| Eliã Oliveira louva ao Senhor no culto de Santa Ceia

O culto de Santa Ceia desta terça-feira (04) realizado na Igreja Sede da Assembleia de Deus em Alagoas teve o louvor da cantora pernambucana Eliã Oliveira. O pastor José Lealson ministrou a mensagem bíblica da...

Pr. José Orisvaldo Nunes: “Se você está atravessando o Vale, saiba que Deus cuidará de ti!”

O pastor-presidente José Orisvaldo Nunes de Lima foi usado por Deus na ministração da Palavra durante o Culto de Doutrina desta terça-feira (20) no templo-sede da Assembleia de Deus em Alagoas. Após a mensagem, foi feito o convite àqueles que estavam...

500 Anos da Reforma Protestante| Centenas de evangélicos participaram dos Seminários no interior

Cumprindo mais uma rodada de seminários sobre os 500 Anos da Reforma Protestante, as cidades de Arapiraca, Dois Riachos, Porto Calvo e Rio largo sediaram o evento no último sábado (17). Os assembleianos lotaram as igrejas para...

Americano preso morre na Coreia do Norte

A família de Otto Warmbier, cristão de 22 anos, confirmou seu falecimento no dia 19 de junho, apenas uma semana depois de ser libertado – em coma – após 15 meses de prisão na Coreia do Norte. Leia a matéria sobre a...

O único lugar onde podíamos adorar

O vento afiado e o frio sopravam na cela da prisão, mas Hea-Woo dificilmente podia senti-lo. Ela dificilmente podia sentir qualquer coisa. “Eu estava dentro das horas da morte; doente, desnutrida e congelada por causa das condições deploráveis da cela da prisão. Eu não pensei que estaria viva para...

Camboja deve construir 500 novas igrejas, após se libertar da repressão comunista

Dezenas de pastores se aglomeraram em torno de Hun Sen, com os smartphones estendidos, engajados para comemorar o primeiro encontro do primeiro-ministro cambojano com os cristãos...

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Palavra do Secretário Executivo de Missões

EM TODOS OS MOMENTOS

Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).


"E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" - Mateus 28:20

Quando Jesus enviou os seus discípulos, deu-lhes a promessa, que estaria com eles todos os dias. Literalmente, as palavras todos os dias significam "sempre", conforme os estudiosos da língua grega Jamieson, Fausset e Brown.
Jesus não disse simplesmente "sempre", mas "todos os dias". Tal afirmação inclui nossas diversas atividades, as circunstâncias boas e más que nos cercam e as várias responsabilidades que temos no transcurso dos nossos dias. As esmagadoras ondas de desapontamento ou problemas com pessoas podem nos trazer desesperança, depressão ou desespero. Mas quaisquer que sejam as circunstâncias, Jesus está presente para nos sustentar.
Deus disse a Moisés e diz a você: "Irá a minha presença contigo para te fazer descansar" (Ex 33.14).
Deus disse a Jacó, e diz a você. "Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores" (Gn 28.15).
Deus disse à nação de Israel, e diz a você, "Quando passares pela águas estarei contigo" (Is 43.2).
Você pode estar enfrentando o desemprego, mas não o está enfrentando sozinho; o Senhor está com você. Você pode estar enfrentando conflitos matrimoniais, mas não os está enfrentando sozinho; o Senhor está com você. Davi tinha plena confiança de que Deus estava com ele. Foi a descoberta de Davi - o Senhor está comigo. Sl 23.4. E, desde que o Senhor está perto, tudo e diferente.
Nosso Deus está conosco, não importa o que cada dia traz. Pode ser um dia de alegria ou tristeza, de doença ou saúde, de sucesso ou fracasso. Não importa o que nos acontecerá neste dia, nosso Senhor estará caminhando ao nosso lado, dando-nos forças, amando-nos, enchendo-nos de fé, esperança e amor.
Ao nos envolver com silenciosa tranqüilidade e segurança, nossos inimigos se afastam, e nossos temores, aflições e dúvidas começam a diminuir. Nós podemos suportar qualquer situação porque sabemos que o nosso Pai Celestial está perto, assim como falou ao apóstolo Paulo em Atos 18.
10: "Porquanto eu estou contigo".
Experimente a presença de Deus, esperando em meio ao seu dia atarefado e diga para si mesmo: "O Senhor está aqui, Ele está comigo". E ore para que você possa ver aquele que é invisível - e vê-lo em todo lugar.


Fonte: jornal Novas de Esperança
Postado em 09 de abril de 2011


DEUS EM AÇÃO


Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).


“Porque Deus é o que efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade”. (Filipenses 2:13).

Sempre desejamos mudanças quando o ano se inicia. Por esta razão no dia primeiro de janeiro começamos dietas, programas de exercícios físicos, planejamos gastar menos tempo no trabalho e mais tempo com a família, quem sabe até ler toda a Bíblia e parar de conversar no telefone celular ao dirigir. É claro, um mês mais tarde, geralmente estamos de volta com nossos velhos hábitos. Talvez isso ocorra porque desejamos uma mudança grande demais e não temos forças e vontade suficiente para colocá-la em prática.
Se perguntarmos quantos seguidores de Jesus se comprometeram realizar algum trabalho, ou mudar e crescer espiritualmente, e, todavia estão experimentando frustração porque não têm a força de vontade para realizar tais passos.
Se você perguntasse a Deus o que ele quer que você mude, melhore ou comece no ano que se inicia? Talvez Deus lhe dissesse:
• "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Marcos 16:15).
• "Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem" (Mateus 5:44).
• "E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos" (2 João 1:6).
• "Demonstre melhor os frutos do Espírito em sua vida, os quais são: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio" (Gálatas 5:22).
Como crentes e novas criaturas, podemos ser libertos de velhos padrões e fracassos. O apóstolo Paulo fala desta questão na sua carta aos filipenses (v. 13). Ele disse que o próprio Deus daria a energia para crescer e realizar as tarefas. Deus estava trabalhando em seus corações, dando-lhes o poder para efetuar as verdadeiras mudanças. Ele não nos deixa só, em nossas lutas, nos dá o que precisamos para cumprir a sua vontade.
O texto bíblico em Josué 1:2, 5, nos diz que uma posição de grande responsabilidade foi confiada a Josué. Sem dúvida a grandiosidade do desafio diante dele o fazia temer. Como ele poderia suceder um líder tão notável como Moisés? Como levaria o povo de Deus à Terra prometida se o Senhor não lhe desse forças? Mas juntamente com a ordem para marchar, o Senhor lhe deu uma promessa confortante: “[...] não te deixarei, nem te desampararei” (Josué 1:5). Depois Ele disse: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares” (v. 9). Tais garantias eram o suporte que Josué precisava.
Se você tem o desejo de realizar alguma tarefa especial neste Novo Ano, mergulha nela e dependa do Senhor e Ele vai ajudá-lo. À medida que você fizer a sua parte, Ele fará a parte dele.
Caminhe corretamente diante de Deus e dos outros e sê "perfeito" e perfeitamente habilitado para toda obra. Leia e aplique a Palavra de Deus pedindo que o Senhor o torne uma pessoa íntegra e cumpridora de sua obra.

Fonte: jornal Novas de Esperança
Postado em 03 de fevereiro de 2011



A COMUNICAÇÃO NA FAMILIA


Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).


“A boca do justo é manancial de vida”, (Prov. 10.11a).


Na família a comunicação é essencial, pois é através dela que os membros se conhecem, compreendem e se amam.

É conveniente que cada um saiba o que o outro gosta, pensa e sente, para ter uma melhor compreensão e poder ajudar quando necessário.
A família é um projeto de duas ou mais pessoas que decidem compartilhar suas vidas. Para fazer isso, é necessário compartilhar incondicionalmente tudo o que somos e temos, e isso exige uma boa comunicação entre cada um.
A comunicação baseada no diálogo é necessária para que a convivência tenha sentido.
Tão importante ou mais que as palavras são os olhos, gestos, sorrisos, expressões faciais... . Como parte da linguagem não-verbal e, na maioria dos casos, é mais expressivo e mais claro do que as próprias palavras.


Mais freqüentes erros de comunicação

A maioria das famílias têm problemas que estão relacionados com a comunicação. Ou porque não se comunicam ou fazem de uma maneira errada. Uma boa comunicação facilita a convivência entre o casal e os filhos, e assim sendo podendo haver ajuda mútua.

Alguns freqüentes erros em relação à comunicação familiar são:

Esperar que, adivinhem o que pensamos e sentimos. Temos que aprender a expressar os nossos sentimentos para que haja paz em nossos lares, sem julgamentos e criticas.

Um dos maiores erros da comunicação é a falta de tempo, e a exaustão. Devemos fazer um esforço para estar com nossa família, fazendo atividades com ela ou apenas parar para conversar. Caso contrário, se costumamos evitar estar com ela, porque estamos muito cansados ou não temos tempo, a relação familiar se esfria e surge um grande distanciamento entre os membros.

Os elementos básicos da boa comunicação

-Diálogo

Para manter uma boa comunicação temos que chegar através da palavra, ao entendimento. Através do diálogo as pessoas trocam idéias, sentimentos, opiniões, e se aproximam mais uma da outra.
Para a que a relação seja forte, devemos estar abertos ao diálogo e vivermos com entusiasmo as coisas dos outros, mostrando interesse e carinho por tudo o que acontece.
Devemos nos esforçar para manter uma conversa divertida, falando e transmitindo nossas pequenas coisas todos os dias, com a certeza de que o outro está interessado. Mesmo que às vezes nos sentimos cansados e temos pouca vontade de falar, devemos gastar parte do nosso tempo, e investir nesse diálogo.
Com isso, podemos evitar muitos mal-entendidos e muitos problemas que ocorrem dentro da família, e cada um poderá se sentir feliz. Não há nada mais destrutivo dentro de uma família que a falta de comunicação. “Em Provérbios 10.31a encontramos o seguinte texto:” A boca do justo produz sabedoria em abundância “... Ainda que muitas vezes, não sentimos vontade de conversar, devemos nos esforçar, e com sabedoria dialogar com os membros da nossa família.

-Saber ouvir

Não basta somente ouvir. Devemos prestar atenção, mostrar interesse, e atentamente procurar entender sobre o assunto. Não podemos limitarmos a ouvir as palavras e sim compreender a mensagem dessas palavras.

-Comunicar o que sentimos

Há quem tenha dificuldade em expressar o que pensa e sente. Mas podemos expressar tanto sentimento positivo, quanto negativo. Se nos sentimos tristes, mal-humorados ... não expressar esse mal-estar no nosso relacionamento familiar, contribui para desentendimentos e conflitos.

-Respeito

Xingamentos, humilhações, gestos rudes ... fazem parte da comunicação desrespeitosa. Devemos controlar nossas emoções e não ser controlado pela ira e raiva. A mensagem a ser transmitida seria totalmente negativa, e com isso jamais chegaríamos a um entendimento. Provérbios 10.12 diz que, “o ódio excita contendas, mas o amor cobre todas as transgressões”. Devemos conversar, sempre com amor, respeito e compreensão.

Devemos estabelecer mecanismos com nossa família para compartilhar sentimentos, idéias, projetos e experiências. Cultivemos a boa comunicação!


Fonte: jornal Novas de Esperança
Postado em 03 de janeiro de 2011


PERDÃO NA FAMÍLIA
Lucas 15.11-32


Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).


Como cristãos, cremos que Deus criou a família e a fez para que seja um refúgio de paz, alegria e equilíbrio em meio à angústia em que vivemos. É importante meditar e viver o ensino bíblico a respeito do perdão na família.

Muitas vezes surgem conflitos entre esposo, esposa, pais e filhos, irmãos entre si, que, se não forem tratados a tempo, resultarão em rompimento de relacionamentos, mágoas, frustrações, enfim, fatores que podem destruir uma família. A solução é o perdão.

1. O PERDÃO É UMA NECESSSIDADE NO RELACIONAMENTO FAMILIAR

Não é novidade para ninguém que toda família tem problemas. A família da parábola contada pelo Senhor não é exceção à regra. Os problemas foram provocados pelo filho mais novo, que exigiu de seu pai a sua parte nos bens.
È interessante observar que o rapaz pediu o que era realmente seu, porém, ele só teria plenos direitos àqueles bens depois da morte de seu pai. Esta atitude irrefletida do moço provocou profunda mágoa no coração de seu pai, e no coração do seu irmão mais velho. Ele mesmo ficou frustrado, após ver que o dinheiro não lhe deu a felicidade sonhada e desejada. Só uma coisa poderia resolver tão graves problemas: o perdão.
Por mais graves que possam ser os pecados que os membros da família cometem uns contra os outros, o perdão continua a ser uma necessidade e, enquanto esta necessidade não for satisfeita, a situação dos envolvidos só irá piorar. A passagem do tempo não é capaz de resolver muitos problemas que surgem entre parentes – só o perdão é capaz de fazê-lo. Pedir, dar e aceitar o perdão é uma necessidade vital para a saúde emocional, espiritual e até física de qualquer família.

2. O PERDÃO PRODUZ RESTAURAÇÃO NO RELACIONAMENTO FAMILIAR

O perdão produz restauração. Foi o que aconteceu na família retratada no texto básico: a recepção festiva dada pelo pai ao filho mais moço que voltou para casa, indicava claramente que houve perdão; e com o perdão o ex-guardador de porcos foi restaurado à sua posição de filho. Seu pai o honrou, deu-lhe um anel, símbolo de sua posição.
Sempre que há a prática do perdão, maravilhas acontecem; relacionamentos interpessoais rompidos são restaurados; consciências que se tornaram enfermas pelo peso dos pecados cometidos, são curadas. Tudo isso porque o perdão dá a possibilidade de um novo começo, de uma nova chance a quem errou. Este perdão é dado, porque foi recebido de Deus (Cl 3. 13).

3. O PERDÃO É UM DESAFIO AO RELACIONAMENTO FAMILIAR

O perdão cura abençoa e restaura. Sendo assim, era de se esperar que este assunto (perdão nos relacionamentos em geral, mas especificamente em um contexto família) fosse mai vivido e executado no dia-a-dia dos crentes. Entretanto, não é isso que se vê: geralmente há uma resistência quanto ao dar e pedir perdão. A tendência das pessoas é, devido ao orgulho, não conceder nem pedir perdão; mesmo os crentes, enfrentam dificuldade em relação à tão importante questão.
Neste caso, aplica-se o que disse o Apóstolo Paulo aos crentes gálatas: “porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si...” (Gl 5.17).
No texto básico, o filho mais velho ficou indignado com o perdão dado pelo pai ao irmão mais novo. Será que ele perdoou seu irmão? Reconciliou-se com ele? Lucas não desvenda essa questão, mas cabe a cada um refletir e ver, que vale a pena perdoar, até mesmo porque todos nós estamos sujeitos a errar.
O perdão é sempre um desafio, que deve ser enfrentado com oração e humildade cristã. E é na vida em família que este desafio se faz necessário, e este desafio deve ser constante para o cristão, isto é, não há limite para o perdão que deve ser dado. Jesus disse que devemos perdoar não apenas até sete vezes, mas até setenta vezes sete. (Mt 18.21,22).

Email: pr.paulomesquita@gmail.com


Fonte: jornal Novas de Esperança
Postado em 06 de dezembro de 2010



DIA NACIONAL DE MISSÕES


Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).

‘’Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosasemente, andando e chorando, voltará sem dúvida com alegria, trazendo consigo os molhos’’ SL 126.5,6. Procuramos com esmero informar às igrejas da capital e do interior, os trabalhos realizados através de seminários, paletras, viagns missionárias, além das atividades dos nossos missionários. Manifestamos nossa gratidão ao todo poderoso pelas ricas bênçãos alcançadas na Argentina, nos Estados Unidos, em Honduras, na África, como também no interior do estado. A Semadeal (Secretaria de missões no Estado de Alagoas) com muita alegria, e satisfação no Senhor Jesus Cristo congratula-se com o nosso pastor José Antonio dos Santos e com os convencionais, pelos 95 anos de história da nossa querida igreja.

Email: pr.paulomesquita@gmail.com

Fonte:
jornal voz missionária
Postado em 14 de outubro de 2010



Secretário Executivo de Missões Pastor Paulo mesquita. (Secretaria de missões no Estado de Alagoas-Semadeal).


Quando houve um despertar do sentimento pelas almas perdidas em 1979, no Instituto Bíblico da Assembleia de Deus IBAD, em pindamonhagaba-sp, pude perceber quão grande é o projeto de Deus em uma vida que permite o fluir do desejo missionário. A princípio, tal como ocorreu conosco, sempre aconselho aos que querem fazer missões ou simplesmente tem “vontade”, a que se envolvam nas atividades de sua igreja em especial, as que acionam a evangelização, ensino, discipulado e visitação. Feito isto, o candidato ao campo missionário estará abafando a ansiedade e a tensão do pretenso envio.
Ao estar em contato com as atividades locais se adquire uma visão, que, com o passar do tempo se amplia para o contexto do reino do Eterno Deus, saindo das quatro paredes, falando e agindo em prol da salvação das almas perdidas. Faça missão e alegre o de Deus, até que seja enviado ao campo estadual, nacional ou transcultural.

Email: pr.paulomesquita@gmail.com


Fonte: jornal voz missionária
Postado em 26 de fevereiro de 2010

Motoqueiros missionários evangelizam em Capela




Motoqueiros missionários evangelizam em Capela


Grupo saiu de Maceió para ganhar almas no povoado Santa Efigênia

Já faz tempo que os Motoqueiros Missionários de Cristo rodam pelo Estado em busca de almas que caminham para o inferno. Na semana passada, um grupo formado por sete motoqueiros deixou a capital para ganhar vidas para Jesus no povoado Santa Efigênia, em Capela. Nesta localidade existe um templo da Assembleia de Deus, que é liderado pelo pastor Josias Medeiros.

O comboio que seguiu viagem contou ainda com o suporte de dois automóveis. Os veículos são utilizados para carregar a bagagem dos missionários que estão de moto. Quinze irmãos, que fazem parte do grupo, fizeram o trabalho no povoado em questão. Eles se instalaram em uma residência desocupada que foi oferecida por um irmão.

A evangelização começou em uma fazenda da região onde está situada a subcongregação Queimados. Lá, o grupo organizou uma concentração e distribuiu folhetos aos moradores que ainda não conheciam o Senhor Jesus.

No povoado Santa Efigênia, mais um trabalho evangelístico foi feito, com pregação da palavra ao ar livre e distribuição de literaturas bíblicas. O diácono Samuel (Cajueiro) e o pastor Josias Medeiros supervisionaram a obra que foi feita pelos motoqueiros.

No culto celebrado, o pregador foi o auxiliar Paulo Henrique (motoqueiro missionário de Cristo do Reginaldo). Três obreiros de Santa Efigênia – os irmãos Reginaldo, George e Cristovão – foram consagrados ao diaconato para servir naquela congregação.

Os Motoqueiros Missionários de Cristo são coordenados pelo diácono Evanildo César (Coronel Paranhos) e supervisionado pelo Pr. Paulo Mesquita. O grupo foi batizado com este nome pelo evangelista Sílvio Martins, líder da Assembleia de Deus em Jacaré dos Homens. Os integrantes pertencem a várias congregações da 6ª Região da Capital.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 26 de fevereiro de 2010

Missionário Daniel Bergs visita igreja em Acauã





Missionário da Alemanha visita congregação no Acauã



Ele faz a obra do Senhor na Alemanha

Parecia um culto como outro qualquer até que a chama por missões bradou nos corações do povo que serve ao Senhor na Assembleia de Deus em Acauã, liderada pelo evangelista Erivaldo Teixeira. No último dia 19, os irmãos receberam a visita do missionário Daniel Bergs, da Alemanha.

O convite para ele foi formulado pelo dirigente da congregação. Do início ao fim do discurso, o missionário contou detalhes de como é a vida dos que vivem naquele país.

“Grande foram as bênçãos recebidas neste culto, o testemunho e a experiência do campo missionário impressionaram o povo de Acauã. Parecia que estávamos vivendo em campo missionário, os irmãos iam se enchendo da glória de Deus a cada momento da ministração da palavra”, relatou o diácono Ruy Matos.

Segundo ele, para encerrar o culto, os irmãos que foram tocados pelo Espírito Santo, durante a mensagem, foram convidados à frente para receber uma oração. A intenção era fazê-los sentir ainda mais a chamada de Deus por missões.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 26 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Homem invade igreja, agride fiéis e tenta estuprar mulher





O criminoso era fugitivo da Cadeia Pública da Grande Belo Horizonte



Um homem invadiu uma igreja evangélica na manhã deste sábado, 20, e causou momentos de pânico em três mulheres que estavam dentro do templo. O criminoso anunciou um assalto e ainda tentou estuprar uma delas. O fato ocorreu no bairro de Santa Cecília, região de Barreiro, em Belo Horizonte.

De acordo com a polícia, o criminoso é um homem de 32 anos. Ele invadiu a igreja por volta das 6h da manhã. As mulheres entraram em luta corporal com o bandido. Com a confusão, uma senhora de 65 anos acabou com o osso da bacia quebrado.

Ainda segundo a Polícia, o homem entrou na Igreja Evangélica Maranata, trancou a porta de entrada e exigiu dinheiro das mulheres. Quando percebeu que elas não tinham dinheiro, as levou para o banheiro e tentou estuprar a uma delas, de 25 anos de idade.

Em pânico, as mulheres começaram a atacar o agressor. Uma das vítimas, de 65 anos, bateu com um cabo de vassoura no homem e acabou sendo empurrada no chão, fraturando a bacia. Nesse momento, outra vítima pegou um aparelho de som que estava próximo e jogou na cabeça do bandido. Atordoado, ele fugiu.

Após fazer rastreamento na região, militares do 41º Batalhão encontraram o suspeito há dois quarteirões da igreja. Marcos Antônio da Rocha é foragido da Cadeia Pública de São Joaquim de Bicas, na Grande Belo Horizonte, onde cumpria pena de 13 anos por estupro, assalto e latrocínio. As vítimas foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Barreiro e passam bem.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 24 de fevereiro de 2010

Obra missionária nos EUA, mantida pela Comadal, adquire templo próprio





Pastor Sérgio Bastian está em Maceió desde a semana do carnaval



Anúncio foi feito pelo missionário Sérgio Bastian

Após dobrar os joelhos inúmeras vezes e interceder ao Senhor para acomodar melhor os cristãos do Estado da Flórida, nos Estados Unidos, o pastor Sérgio Bastian está de posse de vitória. Ao lado da família, o missionário se alegrou porque conseguiu adquirir um espaço para ser utilizado para as reuniões da Igreja.

O local foi comprado no início do ano e já está servindo como templo para a celebração dos cultos durante a semana. Antes, a Igreja nos Estados Unidos congregava em um espaço improvisado, conforme revelou o próprio pastor Sérgio Bastian.

O missionário informou ainda que outro espaço está em processo de negociação e deve ser aberto em abril para a realização dos trabalhos. Segundo ele, a obra do Senhor está crescendo naquele Estado por causa das orações dos crentes em Alagoas.

“Temos sido vitoriosos naquele lugar graças às orações dos irmãos em Alagoas. Peço que continuem intercedendo pela nossa família para que a obra frutifique ainda mais”, pediu o pastor Bastian.

Ele está em Maceió desde o feriado de carnaval. Foi convidado pela coordenação da União de Mocidade da Assembleia de Deus no Farol (Umadf) para participar do retiro durante o feriado de carnaval, que, este ano, foi em Campo Alegre.

O missionário faz a obra de Deus naquela localidade mantido pela Convenção Estadual da Assembleia de Deus em Alagoas (Comadal). Nesta terça-feira, ele participou do culto de doutrina no templo-sede. De acordo com o pastor José Antonio dos Santos, Bastian fica no Estado até a celebração da Santa Ceia do mês de março.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 24 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Missionário Sérgio Bastian deu até saltos de poder no Tabuleiro do Martins





Pastor Sérgio Bastian participou de culto na AD do Tabuleiro do Martins



Pastor está em Maceió desde a semana passada

O pastor e missionário Sérgio Bastian, enviado e mantido nos Estados Unidos pela Convenção da Assembleia de Deus em Alagoas, está em Maceió desde a semana passada e “mergulhou” no fogo durante um culto celebrado esta semana na igreja do Tabuleiro do Martins. O ministro chegou a dar uns saltos de tanto poder que sentiu durante a pregação.

O pastor José Luiz, dirigente da Assembleia do Tabuleiro do Martins, fez o convite para receber o missionário na congregação. O fato provocou grande alegria no ministro que faz a obra de Deus fora do País. “A igreja é pentecostal, precisa de mais fogo”, afirmou, animado em espírito, o missionário.

Segundo a correspondente Débora Pinheiro, Sérgio Bastian estava tão à vontade na presença do Senhor que a mensagem que se propôs a falar foi bem recebida no coração dos irmãos. Ele discursou com base em Gn 24.54-58 e ressaltou que Abraão é o pai que representa Deus, Isaque representa a pessoa bendita de Jesus Cristo e Elizeu representa a figura preciosa e bendita do Espírito Santo de Deus.

O missionário ainda continuou explicando que o caule e os ramos das árvores representam o Pai, as flores e os frutos o trabalho do Espírito Santo. “Devemos fazer tudo pela fé, às vezes não sabemos mais o Espírito Santo está vendo”, evidenciou.

Segundo Bastian, para tirar água tem que ter amor. “Não pare de tirar água. Quando você terminar o Espírito Santo vai operar na sua vida, chegue nos 700 litros”, pediu ele. Já o pastor José Luiz recomendou: “Não perca a oportunidade de buscar água, e dar a quem tem sede”.

A cantora Lídia exaltou o nome do Senhor com o belo louvor “Sobre as Águas”. O culto teve ainda a participação do coral Saltério Divino e do conjunto Cântico Celeste (local).

O pastor Sérgio Bastian terminou sua participação orando pelos enfermos e submergido na unção de Deus.


Fonte:http://www.jneweb.com.br/
Postado em 21 de fevereiro de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Como uma Igreja Pequena Pode Fazer Missões




Qual a sua posição em Missões?

Segurando a corda? Os mantenedores.
Ajudando a segurar a corda? Os intercessores.
Dando orientações? Os pastores e apóstolos.
Descendo pela corda? Os missionários.
Na água? Jesus é a solução para você!
Você acha que não está representado no desenho.
Olhe bem! Você pode estar sob a água!
Quem não trabalha, dá trabalho!



Quando Prego e desafio pastores a levar suas igrejas à tarefa de missões mundiais, sempre sou questionado se é possível a uma igreja pequena fazer missões. A minha resposta sempre é afirmativa. Uma igreja pequena pode e deve fazer missões. A seguir, seis passos para uma igreja pequena fazer missões.


1 - Confie no grande Deus


Devemos entender que o plano de Deus para a igreja, não importa o seu tamanho, é a implantação do seu reino por meio de pregação do evangelho a todas as nações. O que faz a diferença é o tamanho de nosso Deus. Ele disse: “Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei cousas grandes e ocultas, que não sabes” (Jr 33.3). A Bíblia afirma que Deus “é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos, ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Ef 3. 20-21).


Às vezes olhamos para nossa incapacidade e fraqueza, para o tamanho de nossas igrejas, para a situação financeira e ficamos desanimados, dizendo que é impossível. Mas isso está errado! Precisamos olhar para Deus e crer em seu poder, pois ele é grande e quer fazer coisas grandes. Do nada ele cria tudo! Aleluia! Precisamos orar como o rei Josafá: “Porque em nós não há força...porém os nossos olhos estão postos em ti” (2 Cr 20.12). Aqui está o segredo da vitória: tire os olhos das circunstâncias e coloque-os no grande Deus, e ele transformará nossas igrejas em verdadeiras bases missionárias.


2 - Inicie um movimento de oração


Por meio da oração, a igreja pode fazer um movimento missionário e atingir nações. Desafie os membros de sua igreja a orar em casa, no trabalho, nos momentos de folga, na igreja, etc. Pela oração, vidas serão tocadas por Deus; portas, abertas; missionários, abençoados; vidas, salvas. Mais adiante darei alguns passos práticos para o início de um grande movimento de oração em sua igreja, não importa o tamanho dela.



3 - Treine os crentes para a evangelização pessoal


Descobri uma coisa interessante em meu ministério: os crentes não evangelizam porque não sabem fazê-lo. Antigamente eu pensava que se tratava de falta de consagração, de falta de fé, de desânimo etc., mas logo descobri que o grande problema era a falta de um ensino prático.


Certo domingo preguei, sobre a importância de o crente ganhar vidas para Cristo. Durante minha pregação exortei a igreja, afirmando que todo crente deve ser um ganhador de almas e que o crente que não ganha almas está em pecado, etc. Após o culto um jovem venho falar comigo e disse: “Pastor, você fica o tempo todo nos dando chicotadas do púlpito, nos exortando a ganhar vidas para Cristo, mas nunca nos ensinou a fazê-lo.”


Confesso que tive de reconhecer meu erro e dar a mão à palmatória. Pedi perdão àquele jovem e disse que iria providenciar o treinamento. Naquela época convidei a equipe da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo para vir dar um treinamento de evangelização e discipulado para a igreja; telefonei-lhes e perguntei se tinha um treinamento para a igreja.


Eles me informaram que sim e que necessitavam de um período de 12 horas/aula. Agendei o mês de outubro e usei o tempo do culto e da escola dominical nos quatro domingos daquele mês para o treinamento. Foi maravilhoso o trabalho do Espírito Santo, que levou os crentes a entender que podem pregar o evangelho.


No terceiro domingo de treinamento, preparamos uma surpresa para os membros da igreja.


Cheguei mais cedo com a Equipe da Cruzada, colocamos uma mesa na calçada da igreja, fechamos o portão e esperamos os crente chegarem.


Cada um que chegava perguntava: “O que aconteceu, pastor? Não haverá treinamento hoje?” Logo explicávamos que iríamos fazer uma experiência e enviávamos pares a evangelizar na praça; pedimos que voltassem ás 11h para darem testemunhos.


Lembro-me do testemunho de um diácono que falou com lágrimas nos olhos: “Pastor, sou crente há mais de 30 anos e nunca alguém orou comigo entregando a vida a Cristo, mas nesta manhã eu tive a alegria de ver alguém orando comigo, convidando Cristo para entrar em sua vida. Aleluia!”.


Hoje o treinamento em evangelização faz parte da instrução dos novatos na Escola Dominical, e a meta é que todos os membros da igreja saibam explicar o plano de salvação, levar uma pessoa a orar recebendo Cristo como Senhor e Salvador e dar os primeiros passos no discipulado.


4 - Desafie pessoas para o campo missionário


Mediante pregação, ensino, recomendação de livros, etc., você pode desafiar pessoas a se entregarem para a obra de missões. Creio que em toda igreja há pessoas vocacionadas para o campo missionário. Então pregue, desafie e procure identificar essas pessoas, dando-lhes o apoio necessário no discipulado pessoal, no encaminhamento para o preparo adequado. Não somente desafie, mas também apóie os vocacionados. Muitos pastores estão pecando ao deixar de apoiar , ajudar e orientar aqueles que têm sido chamados por Deus para a obra missionária. Talvez por medo de perderem o lugar, por ciúmes ou por irresponsabilidade. Se há em sua igreja algum membro chamado por Deus para o ministério, dê-lhe todo apoio, pois você estará colaborando para a expansão do reino de Deus. Não tema ! O mesmo Deus que o colocou no ministério é poderoso para mantê-lo ou tirá-lo dele, de acordo com sua soberana vontade.


5 - Desafie os crentes a contribuir financeiramente


Uma igreja pequena pode fazer muito para missões mediante contribuição financeira dos seus membros. Deus não está olhando para o tamanho da sua oferta, mas sim para o tamanho do coração da pessoa que deu a oferta. Lembra-se da oferta da viúva pobre? Sua oferta foi maior que as das outras pessoas porque ela deu todo o coração (Lc 21. 1- 4).


Além disso Deus é poderoso para multiplicar qualquer oferta, como ele fez na multiplicação dos pães. Eu sou testemunha disso. Deus faz milagres nas finanças da Igreja quando esta coloca missões em primeiro lugar. Mas adiante quando falar sobre finanças, vou contar alguns desses milagres.


Conheço famílias que estão sustentando parentes no campo missionário. Muitas vezes, quando encontro algum missionário, pergunto-lhe: “Quem está sustentando?” De vez em quando, a resposta é: “Meus pais, meus irmão, etc.” Então pergunto: Quantos são? Às vezes, cinco ou seis pessoas estão se unindo e sustentado um missionário no campo. Qual o tamanho da sua igreja? Mesmo que seja de cinco ou seis pessoas, se elas forem desafiadas e assumirem a responsabilidade, poderão se unir e sustentar missionários no campo, assim como algumas famílias estão fazendo. Desafie o seu povo a contribuir financeiramente!


6 – Associe sua igreja a outra para enviar missionários


Uma igreja pequena pode fornecer pessoas e dinheiro para a obre de missões. Mas, às vezes, não tem condições de levantar todo o sustento financeiro necessário; portanto, poderá se unir a outra igreja e, juntas, enviar o missionário. Vou contar uma experiência marcante em minha vida. O pastor de uma igreja pequena veio à nossa convenção missionária e foi desafiado a fazer missões por meio de sua igreja. Voltou disposto a fazer de sua igreja uma igreja missionária. Desafiou o seu povo, e a resposta veio. Iniciou-se um movimento de oração e de contribuição financeira. Quando arrecadaram o dinheiro das ofertas mensais para missões, não sabiam como aplicá-lo e, então, pediram à nossa igreja a oportunidade de participar do sustento de uma de nossas missionárias na África. Consultei nossa igreja, e todos com alegria aceitaram formar uma sociedade com a outra igreja para, juntas, sustentarmos a missionária. Agora, aquele mesmo pastor está partindo para o campo, e as duas igrejas juntas vão participar do seu sustento.



Uma igreja pequena pode e deve fazer missões. Tudo depende de ser desafiada, de receber a visão e de aceitar a responsabilidade.



“A IGREJA LOCAL E MISSÕES” - Edison Queiroz (Extraído)



Fonte:http://www.armazemdeideias.net
Postado em 20 de fevereiro de 2010

DINAMI: Dia Nacional de Missões

DINAMI: Dia Nacional de Missões

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Janela 10/40 O Maior Desafio Missionário da Atualidade.

Seguidores

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More